Indústria frigorífica: a voz do trabalhador entre a necessidade e a exaustão

the worker’s voice between need and exhaustion

  • Isabel Cristina Rodrigues UERJ
  • Gabriela Chaves Marra ENSP-FIOCRUZ
Palavras-chave: Trabalhadores de frigorífico, Sentidos do trabalho, Prática discursiva, Análise do Discurso de base enunciativa

Resumo

Os processos produtivos tipicamente capitalistas têm mostrado efeitos adversos sobre as relações de trabalho estabelecidas na produção agropecuária, em especial pela imposição de jornadas excessivas, com graves consequências sobre a saúde do trabalhador. Fazem parte desse contexto as atividades de processamento e distribuição de carne realizadas pelos frigoríficos. Este artigo tem como objetivo geral verificar justamente como os sentidos acerca do trabalho nesses espaços estão sendo produzidos pelos próprios trabalhadores. Para dar visibilidade a essas vozes, utilizamos o dispositivo de entrevistas, construídas a partir da articulação entre blocos temáticos de interesse, objetivos e problemas colocados pelas perguntas elaboradas, além da hipótese sobre possíveis respostas. As análises foram conduzidas da perspectiva teórica da Análise do Discurso, com ênfase em seus aspectos enunciativos, privilegiando-se o estudo de marcas linguísticas que indicavam a formação de um grupo e de um modo de enunciar específico, em relação recíproca, configurando assim dada prática discursiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabel Cristina Rodrigues, UERJ
Professora adjunta de Língua Portuguesa do Instituto de Aplicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Mestre em Letras pela UERJ e doutora em Estudos da Linguagem pela UFF, integra o GRPesq CNPq "Práticas de Linguagem, Trabalho e Formação Docente" e é pesquisadora colaboradora do GT ANPOLL "Discurso, Trabalho e Ética". Desenvolve pesquisas com ênfase nos seguintes temas: análise de discurso e estudos enunciativos; relação linguagem e trabalho; normas jurídicas, formação de professores e educação de surdos.
Gabriela Chaves Marra, ENSP-FIOCRUZ
Doutoranda em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública, Fiocruz. Graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2007) e mestrado em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (2014).
Publicado
2019-08-29
Como Citar
Rodrigues, I., & Marra, G. (2019). Indústria frigorífica: a voz do trabalhador entre a necessidade e a exaustão. Revista Desenredo, 15(3). https://doi.org/10.5335/rdes.v15i3.9616