A importância da voz nos compêndios retóricos oitocentistas e nos manuais de fala pública da modernidade

  • Ana Paula Zanesco Salgado Universidade Federal de São Carlos
  • Carlos Piovezani
Palavras-chave: Análise do discurso, História das ideias linguísticas, Voz, Retórica, Fala pública

Resumo

O presente trabalho busca identificar o que se diz sobre a voz humana e como são formulados os enunciados a seu respeito no campo da oratória, a partir de uma abordagem discursiva e comparativa. Fundamentado na Análise do discurso, derivada dos trabalhos de Michel Pêcheux e seu grupo, este artigo visa a descrever, interpretar e cotejar os discursos metalinguísticos sobre a voz em duas condições de produção distintas, a saber, em compêndios de retórica do século XIX e em manuais de fala pública do século XXI, publicados no Brasil. Os resultados das análises permitem constatar que, embora haja importantes diferenças no que se diz sobre voz, decorrentes das diversas condições de produção, entre o conjunto de técnicas que avaliam e prescrevem padrões para falar em público, ocorrem, não raras vezes, consideráveis identidades, especialmente naquilo que se diz sobre a importância da voz para a persuasão.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-02-10
Como Citar
Salgado, A. P., & Piovezani, C. (2020). A importância da voz nos compêndios retóricos oitocentistas e nos manuais de fala pública da modernidade. Revista Desenredo, 16(1). https://doi.org/10.5335/rdes.v16i1.8927