A questão da unidade na forma e no sentido: implicações para os estudos textuais e gramaticais

  • Carmem Luci da Costa Silva Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Unidade. Forma e sentido. Texto. Gramática.

Resumo

Este artigo tem como objetivo tratar do problema da unidade no texto A forma e o sentido na linguagem para, em um primeiro momento, abordar a importância da delimitação da unidade em uma Linguística própria a Émile Benveniste e, em um segundo momento, considerar as implicações dessa delimitação para os estudos textuais e gramaticais da língua portuguesa, uma língua-idioma específica. Na primeira parte do artigo, é proposta a reflexão em torno da unidade presente em outros textos – Os níveis da análise linguística e Semiologia da língua –, colocados em relação com A forma e sentido na linguagem – texto-base da reflexão aqui proposta – para constituir uma concepção de língua que abarque a teorização de linguagem proposta pelo linguista. A abordagem do problema da unidade na reflexão benvenistiana sobre língua permite, na segunda parte do estudo, uma discussão sobre as implicações da delimitação da unidade no domínio da língua em emprego – o da palavra – em relação com as unidades no domínio intralinguístico – o do signo – para os estudos textuais e gramaticais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carmem Luci da Costa Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Docente do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas e do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Pesquisa e orienta na área de Linguística, e seus principais temas de interesse são: aquisição da linguagem, estudo de texto e ensino de língua portuguesa nas abordagens enunciativas e argumentativas.
Publicado
2018-10-01
Como Citar
Silva, C. L. (2018). A questão da unidade na forma e no sentido: implicações para os estudos textuais e gramaticais. Revista Desenredo, 14(3), 380-393. https://doi.org/10.5335/rdes.v14i3.8624