Bakhtin e/com Pêcheux? Pressupostos de trabalho em Linguística Aplicada

Palavras-chave: dialogismo, discurso, linguística aplicada

Resumo

Este trabalho trata de categorias aparentemente contraditórias, visualizadas em perspectivas teóricas diferentes – a de Bakhtin e seu grupo (teoria dialógica) e a Análise de Discurso, de filiação francesa –, mas que merecem estudo paralelo considerando seu encontro histórico na Europa, pela migração de um texto do pesquisador russo. Dada, de um lado, a afirmação de impossibilidade de conciliar as duas teorias, e, de outro, os estudos que refletem sobre as razões de as duas serem usadas para o estudo de determinados temas e campos realizando aproximações, a memória dos (des)encontros pode explicar afinidades e diferenças, e mostrar que ressonâncias teóricas podem instalar-se nesses campos de estudo. O trabalho objetiva formular argumentos e fornecer razões práticas para o uso de certas categorias, contemporaneamente, em áreas de prática de linguagem, tal como a Linguística Aplicada. Assim, noções como discurso, sujeito, ideologia, memória, interdiscurso, heterogeneidade e gênero são consideradas nesta reflexão. Palavras-chave: Dialogismo. Análise de Discurso. Linguística Aplicada.

Biografia do Autor

Maria Marta Furlanetto, Universidade do Sul de Santa Catarina
Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Universidade do Sul de Santa Catarina.
Publicado
2018-09-17
Como Citar
Furlanetto, M. (2018). Bakhtin e/com Pêcheux? Pressupostos de trabalho em Linguística Aplicada. Revista Desenredo, 14(2), 332-351. https://doi.org/10.5335/rdes.v14i2.8190
Seção
Artigos