A semântica argumentativa como base para análise de redações de vestibular

  • Cristiane Dall' Cortivo-Lebler Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Cristiano Sandim Paschoal Universidade de Santa Cruz do Sul
Palavras-chave: Argumentação. Redação. Blocos semânticos.

Resumo

Este artigo visa a analisar a abordagem e o desenvolvimento do tema em redações produzidas por vestibulandos de uma universidade do Rio Grande do Sul. Fundamentou-se, para a devida análise, na Teoria da Argumentação na Língua, desenvolvida pelo semanticista Oswald Ducrot e seus colaboradores, cujo pensamento principal que a norteia é de que a linguagem é essencialmente argumentativa. Concluiu-se, a partir da análise de um corpus de 40 redações, que o uso de conectores linguísticos é primordial para um bom desempenho textual e que é premente a necessidade de uma melhor aproximação entre teoria linguística e ensino para que se possibilite a alunos e futuros vestibulandos construírem sentido no texto a partir do linguístico, bem como maior entendimento de todos os aspectos que circundam o universo textual.

Biografia do Autor

Cristiane Dall' Cortivo-Lebler, Universidade de Santa Cruz do Sul
Doutora em Letras pela PUCRS. Professora do Programa de Pós-graduação em Letras e do Departamento deLetras da Universidade de Santa Cruz do Sul.
Cristiano Sandim Paschoal, Universidade de Santa Cruz do Sul
Acadêmico do curso de Letras Espanhol da Universidade de Santa Cruz do Sul. Bolsista CNPq.
Publicado
2018-09-17
Como Citar
Dall’ Cortivo-Lebler, C., & Paschoal, C. (2018). A semântica argumentativa como base para análise de redações de vestibular. Revista Desenredo, 14(2), 235-254. https://doi.org/10.5335/rdes.v14i2.7959
Seção
Artigos