Alteridade e subjetividade social por intermédio da escrita espontânea no ciclo de alfabetização: relato de experiência no ensino fundamental

  • Thiago Reginaldo Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Maria Sirlene Pereira Schlickmann Universidade do Sul de Santa Catarina
  • Ademilde Silveira Sartori Universidade do Estado de Santa Catarina
Palavras-chave: Alteridade. Subjetividade Social. Alfabetização. Escrita espontânea. Ensino Fundamental.

Resumo

Trata-se de um relato de experiência do Estágio Supervisionado no Ciclo de Alfabetização do Curso de Pedagogia (UNISUL) que ocorreu no Centro de Atenção Integral a Criança Prof. Febrônio Tancredo Oliveira (CAIC), no município de Palhoça/SC. O objetivo do artigo é apresentar metodologicamente a escrita espontânea em uma turma de alfabetização como prática de trabalho da subjetividade social e da alteridade. O grupo foi formado por 23 alunos que participaram das aulas entre agosto e outubro de 2015. Utilizaram-se as seguintes técnicas de coleta de dados: diário de estágio, observação participante, fotografias, vídeos e materiais produzidos durante o processo de observação e intervenção. Foi possível perceber que a escrita espontânea numa concepção de pedagogia relacional com abordagem histórico-cultural no processo de alfabetização é uma prática que se constitui também pela subjetividade social (REY, 1993, 1997) e alteridade como paradigma educativo (ROSA, 2012).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Reginaldo, Universidade do Estado de Santa Catarina
Doutorando em Educação do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Estado de Santa Catarina (PPGE-UDESC).
Maria Sirlene Pereira Schlickmann, Universidade do Sul de Santa Catarina
Doutora em Ciências da Linguagem pela Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL); Docente do curso de Pedagogia da UNISUL.
Ademilde Silveira Sartori, Universidade do Estado de Santa Catarina
Doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (ECA/USP), com pós-doutorado em Comunicação e Educação pela Universidade Complutense de Madri, Espanha; Docente no Centro de Ciências Humanas e da Educação da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC/PPGE/FAED).
Publicado
2016-09-22
Como Citar
Reginaldo, T., Schlickmann, M., & Sartori, A. (2016). Alteridade e subjetividade social por intermédio da escrita espontânea no ciclo de alfabetização: relato de experiência no ensino fundamental. Revista Desenredo, 12(1). Recuperado de http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/5862
Seção
Artigos