Caminhos do pensamento subjetivo para o tornar-se (inter)subjetivo: uma abordagem filosófica da linguagem . Maria Cristina Hennes Sampaio

  • MARIA CRISTINA HENNES SAMPAIO Depto. de Letras, Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal de Pernambuco
Palavras-chave: Filosofia da linguagem. Alteridade. Pensamento subjetivo. (Inter)subjetividade.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo examinar, no âmbito de uma abordagem filosófica da linguagem, os caminhos do pensamento subjetivo para o tornar-se (inter)subjetivo. Para esse fim, colocamos em diálogo as ideias filosóficas de E.Husserl, M.Bajtin, M.Heidegger e S.Kierkegaard. As questões levantadas são sugestivas da existência de projetos de conhecimento bastante distintos daquele que conhecemos nas ciências positivas os quais modificam radicalmente a nossa visão sobre as formas de conhecimento, dos fenômenos de linguagem, da alteridade, os quais incluem as noções de sujeito, da subjetividade e da (inter)subjetividade; da noção da própria história/historicidade; da forma de se pensar a noção de linguagem como aquela que detém a guarda tanto do ser das coisas como também do modo de acontecer do evento; da noção de sentido, o qual só pode ser encontrado no dever-ser do ato responsavelmente vivido e no ser-aí (Dasein), no acontecimento do ser e do ser-com-o-outro(s).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

MARIA CRISTINA HENNES SAMPAIO, Depto. de Letras, Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal de Pernambuco
Professora Adjunta do Depto. de Letras e do Programa de Pós-Graduação em Letras da UFPE. Doutora em Linguística e Semiótica pela USP e Pós-Doutora em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem, PUC-SP.
Publicado
2016-09-22
Como Citar
SAMPAIO, M. C. (2016). Caminhos do pensamento subjetivo para o tornar-se (inter)subjetivo: uma abordagem filosófica da linguagem . Maria Cristina Hennes Sampaio. Revista Desenredo, 12(1). Recuperado de http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/5787
Seção
Artigos