O fantástico traduzido: uma análise baseada em corpus paralelo e reflexões para uma pedagogia da tradução

  • Celso Fernando Rocha
  • Roxana Guadalupe Herrera Alvarez
  • Adriane Orenha-Ottaiano

Resumo

Este trabalho visa a apresentar a análise e os passos metodológicos empregados para a compilação de um corpus paralelo formado por dois contos de David Roas (2007, 2010), originalmente escritos em espanhol “Tránsito” e “Das kapital”, e por suas respectivas traduções, “Trânsito” e “Das kapital”, realizadas por uma tradutora falante nativa do espanhol (fluente em português) e um falante nativo do português (com fluência em espanhol). Analisa-se os textos traduzidos pelos dois tradutores mencionados, focando os vocábulos mais frequentes e suas implicações semânticas nos contextos dos contos analisados. Para a realização desta investigação, emprega-se o arcabouço teórico-metodológico da linguística de corpus e dos estudos da tradução baseados em corpus (BAKER, 1996; HUNSTON, 2002; LAVIOSA, 2002; BERBER SARDINHA, 2004; MEYER, 2004; OLOHAN, 2004) e da literatura fantástica (ROAS, 2001, 2011; TODOROV, 2003; ALAZRAKI, 2001). Para realizar a análise dos dados presentes no corpus de estudo, conta-se com o apoio da ferramenta computacional WordSmith Tools®. Os resultados apontam para a importância de um trabalho de tradução pautado no diálogo e na observação do léxico por meio de ferramentas computacionais. Também abre espaço para reflexão sobre uma pedagogia da tradução baseada em corpus ao explorar as possibilidades tradutórias apresentadas pelos dois tradutores. Palavras-chave: Linguística de corpus. Estudos da tradução baseados em corpus. Tradução literária. Português e espanhol. Tradução em grupo. Pedagogia da tradução.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Rocha, C., Alvarez, R., & Orenha-Ottaiano, A. (1). O fantástico traduzido: uma análise baseada em corpus paralelo e reflexões para uma pedagogia da tradução. Revista Desenredo, 9(1). https://doi.org/10.5335/rdes.v9i1.3541
Seção
Artigos