Lendo imagens: ilustrações das obras de Monteiro Lobato

  • Mitizi Gomes
Palavras-chave: Literatura comparada. Estudos de tradução. Literatura infantojuvenil. Ilustração.

Resumo

O presente estudo busca analisar algumas ilustrações de livros de diferentes edições da obra de Monteiro Lobato à luz dos estudos de tradução e da literatura comparada. Com a análise das imagens, a autora propõe a ideia de que o ilustrador é um tradutor, uma vez que versa linguagem verbal para linguagem visual (que se caracteriza como tradução intersemiótica, de acordo com Umberto Eco). Ao tomar contato com o texto que será traduzido, o tradutor/leitor precisa conhecer, ler, interpretar, criar imagens mentais, a fim de realizar seu intento. Segundo Haroldo de Campos, a tradução é uma transcriação, uma transfiguração, e, portanto, uma atividade artística. Com base nessa afirmativa, a ilustração pode ser vista como uma experiência tradutória, mas transposta para a linguagem visual. Uma boa ilustração não apenas reproduz o que está explícito na linguagem verbal, mas ultrapassa seu sentido, dando ao leitor um complemento, outras possibilidades de leitura.
Publicado
2011-05-24
Como Citar
Gomes, M. (2011). Lendo imagens: ilustrações das obras de Monteiro Lobato. Revista Desenredo, 6(2). Recuperado de http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/1717
Seção
Artigos