O slam como prática de letramento na escola

Palavras-chave: slam

Resumo

A produção artística do slam se apresenta como uma prática extraordinariamente democrática, englobando as notáveis mudanças provenientes das interações sociais atuais e todas variações que dela provieram. Uma vez que essa prática iniciou em grades centros urbanos e de certa forma se mantém assim, indica um caráter multifacetado e fluído, de forma que a maior parte dos registros desses eventos encontram-se através de narrativas dos participantes ou gravação das performances. A partir da análise desses registros e de materiais bibliográficos, nos propomos a discutir esse gênero. Considerando os conceitos de letramento literário e multiletramentos, também dissertamos sobre o afastamento juvenil da leitura, de forma a possibilitar que jovens encontrem nessa prática um espaço de protagonismo, de (re)descobertas e expressão da própria subjetividade, fazendo uso de temáticas próprias do slam ou criando suas próprias temáticas, pelas demandas apontadas a partir da própria realidade ou externas, através da escrita, oralidade e performance.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Izandra Alves, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul
Professora  doutora atua no curso de Licenciatura em Letras do IFRS campus Feliz/RS
Fabiane Verardi, Universidade de Passo Fundo
Professora Doutora do Curso de Pós-graduação em Letras da Universidade de Passo Fundo
Bruna Nathali Souza, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul
Aluna do Curso de Pós Graduação em Gestão Escolar do IFRS campus Feliz
Publicado
2021-06-19
Como Citar
Alves, I., Verardi, F., & Souza, B. (2021). O slam como prática de letramento na escola. Revista Desenredo, 17(2). https://doi.org/10.5335/rdes.v17i2.11338