A experiência do ser intenso na poesia moderna e a busca pela vida autêntica

  • Adriano Scandolara UFPR
Palavras-chave: Autenticidade, Nietzsche, Kierkegaard, Modernidade, Misticismo

Resumo

O presente artigo tem como ponto de partida considerações sobre a poesia ocidental moderna como uma arte marcada pela intensidade da experiência singular e pelo ágon contra os limites da linguagem que impõem obstáculos à transmissibilidade dessa experiência. Por meio da aproximação com o discurso místico, sendo o místico o personagem prototípico do contato com o inefável, e com o pensamento de Kierkegaard e Nietzsche sobre o conceito da vida autêntica, pretende-se demonstrar como as dificuldades, obscuridades e complexidades dessa poesia, muitas vezes lacônica, fragmentada, enigmática, se alinham, mesmo que não declaradamente, a um discurso que promove a autenticidade através da experiência linguística.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-02-10
Como Citar
Scandolara, A. (2020). A experiência do ser intenso na poesia moderna e a busca pela vida autêntica. Revista Desenredo, 16(1). https://doi.org/10.5335/rdes.v16i1.10347