Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Matemática http://seer.upf.br/index.php/rbecm <p>&nbsp;A<strong>&nbsp;RBECM</strong> possui publicação semestral sob a responsabilidade do Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências e Matemática (PPGECM), voltada exclusivamente para a pesquisa na área de ensino/aprendizagem de Ciências (Física, Química, Biologia ou Ciências Naturais, quando enfocadas de maneira integrada) e Matemática.</p> <p>Este periódico tem como objetivo principal a divulgação aberta de trabalhos relevantes e originais em pesquisa em ensino de Ciências e Matemática para a comunidade internacional de pesquisadores.</p> <p>ISSN:&nbsp;<strong>2595-7376</strong></p> pt-BR <p>Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença&nbsp;<strong><a id="LPlnk951166" href="https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/deed.pt_BR" target="_blank" rel="noopener noreferrer" data-auth="NotApplicable">https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/deed.pt_BR</a></strong></p> <p>&nbsp;<img src="http://i.creativecommons.org/l/by-nc-nd/4.0/88x31.png" alt="Creative Commons License"></p> alinelocatelli@upf.br (Aline Locatelli) editora@upf.br (Rubia Bedin Rizzi) Qua, 08 Jun 2022 11:43:47 -0300 OJS 3.1.1.2 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 Expediente http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/13370 ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/13370 Qui, 24 Fev 2022 19:14:36 -0300 Editorial http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/13369 Cassio Giordano ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/13369 Qui, 24 Fev 2022 19:13:55 -0300 PROBLEMATIZAÇÃO A PARTIR DO ARCO DE MAGUEREZ: PRODUÇÃO DE CAFÉ COMO TEMA GERADOR NO ENSINO DE QUÍMICA http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/11627 <p>As metodologias ativas de ensino têm sido temas de diversos trabalhos por se mostrarem eficazes no auxílio às práticas pedagógicas. Na aplicação desse projeto, foi utilizada a Metodologia da Problematização com o Arco de Maguerez em uma turma do 3º ano do Ensino Médio da EEEFM Virgínia Nova, localizada na cidade de Rio Novo do Sul - ES, com o objetivo de debater conteúdos de Química de forma interdisciplinar, utilizando a Produção de Café como tema gerador. Os alunos desenvolveram materiais como: diário de bordo, produção audiovisual, confecção de protótipos e games. A abordagem do projeto utilizando a metodologia da problematização presente no Arco de Maguerez, contribuiu para que os alunos pudessem despertar o senso crítico, reconhecendo uma situação-problema que vivenciam, e criando métodos capazes de solucionar ou minimizar a problemática. Neste contexto, os educandos elaboraram soluções, interligando conceitos da Química, Biologia e eletrônica e produziram despolpador de baixo de custo, irrigador alternativo e secador sustentável. Em relação ao uso das etapas do Arco de Maguerez como metodologia, elas demonstraram que os alunos tendem a apresentar um conhecimento prévio que deve ser levado em consideração. Apesar de serem cinco etapas, o Arco de Maguerez demanda um planejamento voltado para interação mais próxima entre professor – aluno – comunidade, de modo que todos são envolvidos no processo ensino e aprendizagem. Como forma de complementar a metodologia do Arco, os alunos elaboram um jogo sobre Química Orgânica, buscando vincularem as experiências vividas sobre o tema café com conceitos teóricos.</p> Tarcisio Leite Dos Santos, Fabielle Castelan Marques, Edmundo Rodrigues Junior, Julio Cesar Madureira Silva ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/11627 Qui, 15 Jul 2021 10:21:15 -0300 ENSINO POR INVESTIGAÇÃO PARA OS CONTEÚDOS DE NÚMERO ATÔMICO E PARTÍCULA SUBATÔMICA À LUZ DA EDUCAÇÃO DO CAMPO http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/11369 <p>Este artigo é fruto de uma pesquisa de um Trabalho de Conclusão de Curso do curso de Licenciatura em Educação do Campo com habilitação em Ciências da Natureza. Busca apresentar as contribuições de uma sequência de ensino com enfoque investigativo para o processo de ensino e aprendizagem de Química para alunos do campo. Participaram do estudo trinta e cinco estudantes de uma turma de primeiro ano do Ensino Médio de uma escola do Campo no município de Iraquara-BA. A pesquisa realizada teve uma abordagem qualitativa, com observação participante. Os resultados da análise revelaram que a sequência proposta apresenta diferentes possibilidades de dinamizar o processo de ensino e aprendizagem, das quais podemos apontar uma maior participação e interesse dos alunos quando se busca a articulação dos conceitos químicos com o contexto do discente e a articulação de processos interativos na dinâmica da sala de aula, o que não é muito comum em abordagens de ensino mais tradicionais. Este estudo nos possibilitou uma reflexão acerca de pontos relevantes do ensino e aprendizagem de Ciências/Química nas escolas do/no campo e contribuiu para a produção do conhecimento e a abertura para novas experiências.</p> Stephanie Oliveira Augusto da Silva, Maricleide Pereira de Lima Mendes ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/11369 Qui, 04 Nov 2021 21:40:26 -0300 SIMPLE THEMATIC DEBATE AND DEBATE BETWEEN GROUPS WITH QUESTIONS: ARGUMENTATION TECHNIQUES IN ELEMENTARY SCHOOL FOR LEARNING ATOMIC MODELS http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12597 <p>Em ciência, o aparecimento de novas teorias inicia uma série de debates e discussões, até elas se provem verdade, demonstrando como a argumentação está ligada ao conhecimento e ao fazer científico. Contudo, o ensino de ciências distanciou-se disso, expondo essas teorias como únicas verdades, não passiveis de discussões. Objetivou-se desenvolver metodologias que aproximassem as argumentações científicas da sala de aula. Foram aplicadas aos 9º anos B e C da E.E.E.F.M. Cândido Portinari, Rolim de Moura – RO, onde foram aplicadas as técnicas de Debate temático simples e Debate entre grupos com perguntas. Em ambas as técnicas, os estudantes apresentaram diferenças de rendimento nas provas, comparadas ao bimestre anterior, um índice significativo de satisfação geral e apresentaram melhora na criticidade e abstração dos conteúdos. Logo, a aprendizagem de Ciências se torna efetiva quando aproximada do fazer científico.</p> Bruno Elias Rocha Lopes, Beatriz Machado Gomes ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12597 Qua, 01 Dez 2021 15:45:42 -0300 PROPOSTAS DE ENSINO SOBRE O TEMA PRODUÇÃO DE AÇÚCAR NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DA QUÍMICA DO PERÍODO DE 2000 A 2020 NO BRASIL http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12756 <p>A produção de açúcar é uma atividade econômica importante para o Brasil e, portanto, um tema que possibilita ser abordado a partir de diferentes disciplinas na educação básica. Neste trabalho, foi desenvolvida uma pesquisa bibliográfica que investiga propostas abordando esse tema em revistas e eventos na área de educação e ensino de ciências a partir de dois portais acadêmicos, o periódico CAPES e o Google Acadêmico. A busca foi realizada compreendendo um período de vinte anos e utilizando palavras chaves que relacionam açúcar, educação/ensino e química, resultando em aproximadamente seis mil quatrocentos e oitenta nove (6.489) trabalhos. Após análise e refinamento foi possível observar que somente vinte e três propostas se alinhavam com o objetivo principal do estudo que era a investigação do tema produção de açúcar no processo de ensino e aprendizagem da química. Para essa investigação a análise de conteúdo serviu como suporte aos textos ajudando a apontar três categorias, tais como, o uso do tema açúcar para: <em>(i) Diminuir a fragmentação de conteúdos relacionando conceitos a mais de uma área de conhecimento; (ii) promover ênfase nos aspectos histórico-culturais, a partir de uma contextualização social e refletir sobre a prática pedagógica e (iii) mostrar as possibilidades de reestruturação curricular e metodológica que levem à melhoria dos processos de ensino e de aprendizagem. </em>Os resultados obtidos dão suporte à visão de que as atividades podem ser desenvolvidas em relação a diferentes estratégias de ensino com estudantes de diferentes níveis. De forma geral, foi possível identificar que a busca contribuiu para ampliar as discussões sobre as possíveis formas de abordar o tema na área de ensino de ciências, contribuindo para o avanço das reflexões práticas e teóricas não só da Química, mas de outros componentes curriculares.</p> Carlos Neco Da Silva Júnior, Luana Priscila da Silva ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12756 Ter, 22 Fev 2022 00:00:00 -0300 INQUIRY-BASED SCIENCE EDUCATION: REVISÃO DE UMA DÉCADA DE PRODUÇÕES CIENTÍFICAS http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12630 <p>As pesquisas voltadas a educação científica, especificamente, sobre o tema do <em>Inquiry-Based Science Education </em>(IBSE) eclodiram nos últimos anos. Investigar os principais contextos de aplicação, descobertas, dificuldades e desafios advindos do uso do IBSE na Educação Básica de Ciências. Foi realizada uma revisão de literatura, utilizando uma década de produções científicas – entre 2006 e 2016 – a partir da plataforma de busca avançada da Universidade do Porto que é fornecida pela EBSCO. O <em>corpus</em> de análise compreendeu 45 artigos. Os principais resultados indicam que o IBSE tem sido considerado uma abordagem muito eficaz, estimulando os estudantes a questionar e propor problemas, na construção de hipóteses e na divulgação e justificação dos resultados atingidos. A abordagem do IBSE permite que os estudantes aprendam num processo investigativo semelhante ao método científico, de modo cooperativo, construindo conexões com conceitos científicos e com questões cotidianas e preparando os estudantes para uma aprendizagem ao longo da vida. A prática do IBSE nas escolas não é uma tarefa fácil, existindo muitos desafios e dificuldades para os professores e estudantes, contudo, essas dificuldades e desafios impostos a prática do IBSE devem ser explorados e debatidos a fim de ser superados.</p> Fabiana Pauletti, Carla Morais ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12630 Qua, 01 Dez 2021 15:46:52 -0300 IMPRESSÃO 3D E PESQUISAS EM CIÊNCIAS DA NATUREZA: UM OLHAR SOBRE A PRODUÇÃO CIENTÍFICA NA ÁREA http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/11348 <p>Esta pesquisa buscou realizar um levantamento da produção científica no Brasil referente à utilização da impressão 3D na construção de materiais facilitadores do processo de ensino-aprendizagem de Ciências da Natureza. A análise foi realizada em diversas etapas e os trabalhos foram categorizados a partir de suas características geográficas, ano de publicação, classificação do tipo de pesquisa, instituição de origem do(s) autor(es), nível de ensino, aplicação, métodos, insumos utilizados na impressão 3D e a presença de foco inclusivo. A distribuição regional dos trabalhos apontou prevalência de pesquisas oriundas da região Sudeste, bem como a ausência de trabalhos na região Centro-Oeste. A análise dos trabalhos selecionados indicou que a impressão 3D vem ganhando espaço no contexto do ensino, sendo a construção de modelos concretos a forma mais significativa de utilização dessa ferramenta nas temáticas voltadas à Biologia, Física e Química, esta última sendo destaque na quantidade de publicações. Outro aspecto relevante é a produção de materiais assistivos, em sua totalidade voltados à deficiência visual, mostrando o potencial da impressão 3D como meio de quebra de barreiras de estudantes com essa deficiência. Quanto à impressão propriamente dita, é notória a preferência de utilização do termoplástico PLA, seguido do ABS como insumos na construção dos materiais, porém poucos trabalhos se atentam a abordar o processo de impressão de forma detalhada.</p> Mylena Iasmim Figueiredo Pires, Airton José Vinholi Júnior ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/11348 Qui, 22 Abr 2021 00:00:00 -0300 ENSINO POR INVESTIGAÇÃO NO ENSINO DE BIOLOGIA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DOS EVENTOS ENEBIO E ENPEC http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12981 <p><strong>RESUMO </strong></p> <p>O presente artigo é o produto de uma Revisão Sistemática de Literatura (RLS) sobre o Ensino por Investigação no Ensino de Biologia, cujo o objetivo é identificar as principais características do Ensino por Investigação no Ensino de Biologia nos trabalhos empíricos publicados em dois eventos nacionais de Ensino de Ciências e Ensino de Biologia, haja vista as contribuições que as práticas investigativas podem oferecer, discutindo os dados extraídos das produções analisadas a partir das concepções e pressupostos de pesquisadores que vêm explorando esta temática. A metodologia utilizada seguiu as seguintes etapas para construção da RSL: a formulação do problema, a escolha da base de dados, escolha das palavras chaves, coleta e armazenamento dos trabalhos, delimitação e aplicação dos critérios de exclusão e inclusão, análise dos artigos e trabalho com os dados. O levantamento foi realizado tendo como base de dados os anais do Encontro Nacional de Ensino de Biologia (ENEBIO), compreendidos entre 2010 e 2018, e do Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (ENPEC), de 2011 a 2019, sendo analisados 14 trabalhos do ENEBIO e 13 trabalhos do ENPEC. Os principais resultados demonstram que a abordagem foco deste trabalho se apresenta de forma pouco expressiva, assim como discute as características principais do Ensino por Investigação apresentado nos trabalhos analisados, que foram: temas biológicos, objeto de estudo e elementos do Ensino por Investigação.</p> Ana Júlia Soares Santana, Maria Danielle Araújo Mota, Leonir Lorenzetti ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12981 Ter, 22 Fev 2022 08:27:23 -0300 O USO DE PORTFÓLIOS NA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS EM FEIRAS DE CIÊNCIAS: COMPREENSÕES A PARTIR DE UMA REVISÃO DE LITERATURA http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12924 <p>Apresentamos os resultados da etapa inicial de uma dissertação de mestrado, que versa a partir de uma revisão da literatura sistemática sobre as formas de registros durante a elaboração e apresentação de trabalhos em Feiras de Ciências, no sentido de verificar o que foi publicado nos últimos 11 anos (entre os anos de 2009 e 2019) a fim de buscar compreender o uso de portfólios nas atividades desenvolvidas durante a construção de projetos para Feiras de Ciências. Durante a referida pesquisa, foram analisados 104 (cento e quatro) trabalhos dos quais, após estabelecermos os critérios de inclusão e exclusão, permanecemos com 21 (vinte e um) trabalhos que, em algum momento, mencionaram um dos descritores pesquisados (Diário de Bordo, Diário de Campo, Caderno de Campo e Portfólio). Após as leituras, tabulamos os seguintes apontamentos: a necessidade de um instrumento de registro a ser adotado para a participação em Feiras de maior projeção; o registro das atividades se constitui em um poderoso instrumento de avaliação tanto para professores quanto alunos; e os registros permitem uma análise contextualizada de cada etapa do trabalho, possibilitando um processo formativo e uma atividade reflexiva. Ao concluirmos a revisão da literatura, destacamos que não foram encontrados trabalhos que apresentem o tema registro das atividades como foco principal de pesquisa, justificando nossa perspectiva futura de fundamentar, construir e investigar o uso de um protótipo de Portfólio Reflexivo Online (PRO).</p> Luciana Batista de Freitas, Pedro Fernando Dorneles, Lisete Funari Dias ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12924 Ter, 22 Fev 2022 08:32:29 -0300 EDUCAÇÃO CIENTÍFICA NA ERA DA PÓS-VERDADE: A FRAGILIZAÇÃO DOS CONHECIMENTOS BIOLÓGICOS http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/11733 <p>O fenômeno da pós-verdade intensificou a tentativa de desqualificação da Ciência como produtora de conhecimento. Apoiados na superficialidade dos argumentos e divulgação de notícias falsas, grupos negacionistas têm disseminado seus conteúdos e colocado em risco a vida das pessoas. Diante disso, este artigo que se caracteriza como uma revisão de literatura do tipo narrativa, tem como objetivo discutir a fragilização dos conhecimentos biológicos no atual contexto de pós-verdade, e como o Letramento Biológico pode colaborar para a superação desses tempos. O trabalho está dividido em duas seções: a primeira analisa o fenômeno da pós-verdade e sua relação com os grupos anticiência, enquanto a segunda discute o conhecimento biológico e o Letramento Científico na era da pós-verdade. Com base nessas reflexões, entendemos que a popularização dos conhecimentos produzidos pela Ciência, bem como a compreensão de sua natureza e métodos, são fundamentais para ajudar a conter o avanço desses movimentos negacionistas.</p> Antonio Augusto Morais Feitosa, Francisca Valkiria Gomes de Medeiros, Cícero Antonio Maia Cavalcante ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/11733 Ter, 21 Dez 2021 00:00:00 -0300 PLANTAS ALIMENTÍCIAS NÃO CONVENCIONAIS (PANCS): UMA REVISÃO http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/11341 <p>As Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANCs) são importantes fontes nutritivas e de fácil cultivo, encontradas com facilidade em diversos lugares. Muitas dessas plantas são utilizadas na culinária em diferentes receitas e na fabricação de farinhas e biscoitos. O objetivo do presente artigo foi a realização de uma revisão bibliográfica, com a realização de um estudo detalhado de análise e interpretação acerca das PANCs. Como resultado foram encontradas e descritas quinze espécies, sendo que 60% delas são originarias da América do Sul. Dentre as partes das plantas avaliadas a mais utilizada para produção de pratos é a folha. Através deste estudo foi possível constatar que as PANCs podem contribuir para minimizar os casos de anemias e outras doenças, devido seu fácil acesso junto à população e por apresentar altos índices de vitaminas e sais minerais. A divulgação dos benefícios da utilização destas plantas é imprescindível para que seu consumo se torne um hábito no cotidiano das comunidades.</p> Vera Lucia Pereira dos Santos, Izabelle Cristina Garcia Rodrigues, Rita de Cássia Alberini, Ivana de França Garcia, Rodrigo Berté ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/11341 Qui, 15 Jul 2021 00:00:00 -0300 PRODUÇÃO DE VIDEOS DOCUMENTÁRIOS PARA O DIÁLOGO INTERCULTURAL NO ENSINO DE CIÊNCIAS EM COMUNIDADES TRADICIONAIS http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12569 <p>Apresentamos os resultados de uma pesquisa qualitativa cujo objetivo foi analisar vídeos documentários produzidos por estudantes de comunidades tradicionais agrícolas que frequentam uma escola pública localizada no município de Coração de Maria, Bahia e, sobre eles, apontar possibilidades de diálogo intercultural no ensino de ciências. A coleta de dados se deu sobre os conteúdos desses vídeos durante uma oficina de produção de vídeos abordando os seus conhecimentos tradicionais ligados à fauna e a flora local com posterior Análise de Conteúdo. Os resultados indicam que os estudantes representaram detalhadamente os seus conhecimentos e práticas acerca das plantas e animais que estão presentes nos seus cotidianos agrícolas. Consideramos como importante que os professores motivem os estudantes a construção de vídeos documentários como uma via de investigar e compreender quais são os seus conhecimentos e práticas para envolvê-los no diálogo intercultural com os conhecimentos científicos, facilitando a contextualização e significação dos conteúdos ensinados.</p> Brenda Évelyn da Conceição Pereira, Geilsa Costa Santos Baptista ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12569 Ter, 22 Fev 2022 08:00:58 -0300 GALILEU E O MITO DA TORRE DE PISA: REVISITANDO A TEMÁTICA EM MEIOS DIGITAIS EDUCATIVOS http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12745 <p>A utilização de episódios históricos no ensino de ciências representa uma estratégia com grande potencial pedagógico, sendo validada por muitos pesquisadores das comunidades científica e educacional, entretanto sua utilização sem as devidas cautelas, pode causar distorções nos fatos, trazendo uma visão de ciência linear, indutivista e individualmente erguida. Da mesma forma, a utilização de tecnologias no contexto pedagógico já demonstrou seu importante papel para a aprendizagem em ciências, ainda mais em um contexto pandêmico, onde o isolamento social faz com que meios digitais (MD) com fins didáticos, nesse artigo considerados como sites e plataformas educativas, estejam cada vez mais presentes nos ambientes escolares. Articulando tais vertentes, o presente artigo busca observar a inserção de episódios históricos em tais MD, especificamente, o controverso experimento que Galileu teria realizado na Torre de Pisa que, apesar de carecer de registros históricos fidedignos, continua no imaginário popular na educação em Física. Para tanto, analisamos sites e plataformas digitais de livre acesso na internet e que traziam o fatídico episódio como pano de fundo de seus conteúdos. Os resultados emergidos da análise trazem observações preocupantes, principalmente por se tratarem de meios com acesso livre e ampla repercussão nacional que, além de reforçar a ocorrência de um experimento sem registro historiográfico e com resultados discutíveis, trazendo uma visão equivocada de ciências, com simplificação de seus métodos e coletividade, perpetuando a existência de mitos fundadores em determinadas áreas de pesquisa.</p> Leonardo André Testoni, Claudio Wagner Locatelli, Solange Wagner Locatelli, Arthur Biasotto Caldeira Gomes ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12745 Sex, 04 Fev 2022 11:42:39 -0300 O ENGAJAMENTO DE ESTUDANTES DURANTE A INVESTIGAÇÃO DO TEMA SOCIOCIENTÍFICO ‘RAIOS’ http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/11629 <p>Relatamos a experiência de uma aula investigativa de caráter sociocientífico sobre o tema raios, na qual analisamos o engajamento dos estudantes. Nossa hipótese é que uma atividade investigativa contextualizada por meio de uma questão sociocientífica (QSC) pode potencializar o engajamento dos alunos. A intervenção ocorreu em uma turma de terceira série do Ensino Médio de uma escola da rede estadual do ES, no primeiro trimestre de 2019. Os dados foram produzidos nas interações discursivas entre professores e estudantes, coletados por meio de vídeogravações, diário de campo (do professor) e relatos elaborados pelos alunos. Em tais dados buscamos indicadores de Engajamento, Engajamento Disciplinar e Engajamento Disciplinar Produtivo. Os resultados mostram que a contextualização por meio da QSC contribuiu para o engajamento dos estudantes, cujos posicionamentos evidenciaram aspectos que envolvem atitudes coletivas, ao invés de individuais. Durante a aula houve oscilação entre os três tipos de engajamento, a qual atribuímos a mediação estabelecida pelo professor e a dimensão CTS do tema. Entendemos que nossos resultados podem auxiliar no planejamento de aulas desta natureza, e ratificam a importância da postura docente para o desenvolvimento da investigação e engajamento discente.</p> Leandro da Silva Barcellos, Wallace Prodígios Morais, Geide Rosa Coelho ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/11629 Sex, 20 Mai 2022 00:00:00 -0300 PERSPECTIVAS DA MODELAGEM MATEMÁTICA NOS CURSOS DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA NO BRASIL http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12633 <p>O presente artigo é um recorte de uma pesquisa de Mestrado inserida no Âmbito da formação inicial de Professores de Matemática que objetivou <strong>investigar a maneira como a Modelagem Matemática está explicitada nos Projetos Pedagógicos de Curso de Licenciatura em Matemática no Brasil, bem como identificar as diferentes perspectivas de Modelagem Matemática contidas na formação inicial de professores de Matemática no Brasil.</strong> A questão norteadora da pesquisa foi: <strong>O que se revela sobre a presença da Modelagem Matemática nos Projetos Pedagógicos de Curso de Licenciatura em Matemática no Brasil? </strong>Adotamos os pressupostos da pesquisa qualitativa na modalidade documental, sendo o <em>corpus</em> da pesquisa constituído por 235 PPCs de Licenciatura em Matemática no Brasil, nos quais, analisamos as ementas das disciplinas. Utilizamos como referencial teórico as bases do conhecimento para o ensino propostas em Shulman (1986), e pesquisas que abordam especificamente a Modelagem Matemática nas Licenciaturas em Matemática. Para direcionar à análise dos dados (ementas dos PPCs) recorremos à Análise de Conteúdo na perspectiva de Bardin (1977) e Rodrigues (2019), a qual nos possibilitou a constituição de duas Categorias de Análise: (i) Aplicações da Matemática com Modelagem Matemática; e (ii) Processo de Ensino e Aprendizagem de Matemática por meio da Modelagem Matemática, pelas quais interpretamos por meio dos aportes teóricos da pesquisa – o que nos proporcionou compreensões do objeto investigado. Identificamos à presença de apenas 43 disciplinas que abordam a Modelagem Matemática dos 235 Projetos Pedagógicos dos Cursos de Licenciatura em Matemática, o que equivale a 18,3%. Identificamos 25 disciplinas obrigatórias de Modelagem Matemática com carga horária de até 60 horas e 18 disciplinas com carga horária maior de 60 horas. Esses dados revelam uma carga horária insuficiente para trabalhar as diferentes perspectivas, concepções, abordagens, atividades e possibilidades de práticas de ensino envolvendo a Modelagem Matemática na formação do futuro professores de Matemática que atuará nas escolas da Educação Básica. Assim sendo, inferimos a necessidade de duas disciplinas com carga horária de 60 horas cada envolvendo as duas perspectivas (focos das categorias) de Modelagem Matemática na formação inicial de professores de Matemática, pois constatamos que a Modelagem Matemática pode ser abordada como aplicações de conteúdos de Matemática, bem como abordagem metodológica de ensino de Matemática.</p> Lucineia Oenning, Elisângela Aparecida dos Santos, Márcio Urel Rodrigues ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12633 Ter, 22 Fev 2022 07:47:49 -0300 CONTRIBUIÇÕES DO PROCESSO FORMATIVO PARA PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA: A ESCOLHA DO TEMA EM UMA AULA INVESTIGATIVA http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12820 <p>Este artigo <strong>objetiva</strong> compreender a escolha do tema como parte constitutiva de uma aula investigativa. Para isso, foi desenvolvida uma pesquisa qualitativa durante a realização de um curso de formação de professores, com duração de 50h, denominado MATEMÁTICA #COmVIDa, estruturado em três módulos: I Ensino de Estatística; II Ciclo Investigativo PPDAC e III Elaboração de Sequências de Ensino. Participaram do curso 30 professores da Educação Básica e 20 alunos da graduação de Matemática. Dado o período de pandemia, o curso ocorreu via <em>Google meet,</em> com atendimento no <em>chat</em> pelo aplicativo Telegram, que acontecia antes e depois dos encontros síncronos. O <strong>material coletado </strong>no <em>chat</em> permitiu a delimitação do <em>corpus</em> por meio da Análise Textual Discursiva. Como procedimento de análise, foram obtidas unidades de sentido que evidenciaram dificuldades constituintes da categoria final: a escolha do tema na aula investigativa. Diante desta constatação, <strong>conclui-se</strong> que um processo de formação para professores da Educação Básica, que pretenda planejar e desenvolver aulas numa perspectiva investigativa, deve considerar que o tema é abrangente e indica possibilidades diversas para o estudo de vários conteúdos, numa dimensão social e pedagógica, conforme o contexto daquela sala de aula e da comunidade.</p> Marlúbia Corrêa de Paula, Maria Elizabete Souza Couto, Débora Cabral de Lima, Sandra Paula Almeida Nascimento, Alessandra Costa Freitas ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12820 Ter, 22 Fev 2022 08:16:38 -0300 TECNOLOGIA ASSISTIVA COMO ARTEFATO CULTURAL TECNOLÓGICO PARA APRENDIZAGEM DE ALUNOS COM BAIXA VISÃO http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/11342 <p>O presente artigo apresenta o recorte de uma pesquisa em que um dos objetivos foi investigar como as Tecnologias Assistivas (TAs) podem auxiliar alunos com deficiência no processo de aprendizagem em contextos escolares. Utilizando a Teoria da Objetivação como aporte teórico e metodológico, foi elaborada e planejada uma tarefa para alunos cegos e com baixa visão sobre a temática dia e noite. O enfoque das análises está nas interações de duas alunas do ensino fundamental com baixa visão, sob o objetivo de compreender de que maneira as TAs podem auxiliar na tomada de consciência dos saberes científicos constituídos histórica e culturalmente, ao mesmo tempo, em seu estabelecimento como indivíduos solidários, inclusivos e críticos. Os resultados obtidos apontam evidências de que as TAs, embora muitas vezes tenham sido reduzidas à dimensão puramente técnica, como mero auxílio cognitivo, também exercem papel relevante nos processos nos quais os alunos se posicionam socialmente na prática científica.</p> Jaqueline Santos Vargas Plaça, Shirley Takeco Gobara, Luis Radford ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/11342 Qui, 04 Nov 2021 20:04:39 -0300 APRENDER PELA PESQUISA CENTRADA NO ALUNO: UM MOVIMENTO PARA DESENVOLVER OS CONTEÚDOS ATITUDINAIS, PROCEDIMENTAIS E CONCEITUAIS http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12643 <p><strong>&nbsp;</strong></p> <p>Este artigo objetiva apresentar uma relação significativa de ensino entre a metodologia ativa Dicumba e os conteúdos atitudinais, procedimentais e conceituais no ensino de química. Esta pesquisa teórica de cunho interpretativo desenvolve-se em meio a três seções distintas e complementares, enfatizando a metodologia, os três conteúdos e a relação entre esses. Ao término, evidenciou-se que a Dicumba possibilita o desenvolvimento e a mobilização dos conteúdos de modo eficiente, despertando a curiosidade do aluno pela química a partir de seus próprios interesses, bem como que a aprendizagem plena ocorre mediante o desenvolvimento de três grupos de competências: saber, saber-fazer e saber-ser.</p> Willian Patrick Oliveira da Silveira, Everton Bedin ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12643 Sex, 26 Nov 2021 00:00:00 -0300 ANÁLISE DE FACTORES DETERMINANTES NA ESCOLHA DA ÁREA DE ESTUDOS NO 2º CICLO (ESG2), MANHIÇA – MOÇAMBIQUE http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/11630 <p>As reformas educacionais do ensino secundário em Moçambique subdividiram o segundo ciclo em três áreas de conhecimento - Comunicação e Ciências Sociais (Grupo A), Matemática e Ciências Naturais (Grupo B), e Artes Visuais e Cénicas (Grupo C). Estas subdivisões desafiam os novos ingressos na escolha das áreas de conhecimento direcionadas a sua projeção profissional. Na tentativa de compreender estes desafios, realizou-se uma análise de fatores condicionantes na escolha da área de conhecimento pelos novos ingressos no segundo ciclo da Escola Secundária de Manhiça (ESM) em Moçambique. Utilizou-se um questionário de 45 perguntas para entrevistar 165 alunos da 11ª classe, período laboral, regime presencial entre 16 de agosto e 13 de setembro de 2019. Recorreu-se a Análise Fatorial e Regressão Logística Multinomial para analisar a série de dados coletados. A Regressão Logística Multinomial estimou a probabilidade de o aluno pertencer a uma das três áreas de atuação do ensino secundário do segundo ciclo (ESG2) em Moçambique. Os resultados da análise descritiva indicaram a participação de 52% de alunos do sexo masculino e 48% do sexo feminino. Destes, 6.7% com pais sem escolaridade tiveram uma orientação na escolha da área de estudo e 4.2% não foram orientados. Por outro lado, 6.1% dos filhos de pais com nível superior foram orientados enquanto 9.1% não tiveram acesso a orientação na escolha da sua área de conhecimento. Estes resultados auxiliaram na identificação de nove fatores de escolha das áreas de conhecimento através da Análise Fatorial, nomeadamente: Falta de orientação vocacional para uma perspectiva futura; Influência dos pais, encarregado de educação; Influência de familiar bem-sucedido pelos estudos; Facilidade de aprendizagem e demanda do mercado de trabalho; Pré-orientação vocacional dos alunos para uma perspectiva futura; Falta de vagas para outras opções; Habilitado para área e curso pretendido; Interesse do aluno pela área; e Disponibilidade de um explicador e formação local. Os resultados encontrados neste trabalho contribuirão para tomada de decisão de incentivar os pais, encarregados de educação a dar o devido acompanhamento aos filhos e advertir os alunos a se informar dos cursos pretendidos para uma melhor escolha.</p> René Júlio Mavulha, Miranda Albino Martins Muaualo, Lucas Lavo António Jimo Miguel ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/11630 Sex, 20 Mai 2022 00:00:00 -0300 ENSINAR CIÊNCIAS POR INVESTIGAÇÃO EM TEMPOS DE PANDEMIA: PROMOVENDO A ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA POR MEIO DA ABORDAGEM DE UMA FAKE NEWS SOBRE O CÂNCER http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12926 <p>O objetivo deste estudo foi investigar a viabilidade do Ensino por Investigação no contexto do ensino remoto, por meio da abordagem de uma <em>fake news</em> relacionada ao câncer e com o apoio de recursos tecnológicos digitais, a fim de contribuir para a promoção da Alfabetização Científica (AC) de alunos do nono ano fundamental de uma escola privada. Foi realizada uma pesquisa qualitativa, em que uma Sequência de Ensino Investigativa (SEI) foi elaborada e experimentada, por meio da Leitura Investigativa de um texto com informações acerca da relação entre o uso de fornos micro-ondas e o desenvolvimento de câncer, o qual foi extraido de um blog. Para desenvolver a SEI foram promovidos momentos síncronos e assincronos, com o uso do <em>Google Classroom</em>, <em>Google Meet</em> e do simulador virtual Ondas:Intro<em> (PhET</em> Colorado). Os dados coletados foram as argumentações orais e os registros escritos produzidos pelos estudantes, os quais foram analisados por meio dos Indicadores de AC propostos por Sasseron e Carvalho. Constatou-se algumas contribuições da SEI para a promoção da Alfabetização Científica, o que pode propiciar mudanças na maneira dos alunos se posicionarem frente às informações que recebem no cotidiano, levando em consideração critérios do campo científico. Tal fato aponta, que apesar dos desafios, o Ensino por Investigação é viável por meio do ensino remoto.&nbsp;</p> Mariana Magalhães Monteiro, Valéria De Souza Marcelino ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12926 Ter, 22 Fev 2022 08:30:20 -0300 O PAPEL DA EDUCAÇÃO NO MUNDO PÓS-PANDEMIA: PELA (RE)FUNDAÇÃO DE UMA PEDAGOGIA DAS VIRTUDES COM INSPIRAÇÃO HERBARTIANA http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/13365 <p>Johann Friederich Herbart não somente fundou a pedagogia como campo autônomo, mas também nos deixou um vasto legado científico e filosófico sobre tal área do conhecimento. O objetivo desse trabalho é resgatar conceitos chaves de Herbart para refletir sobre o papel da educação no cenário contemporâneo. Para tanto, primeiramente, é realizada uma interpretação do pensamento de Herbart.&nbsp; Na sequência, elementos do atual cenário político, epistêmico e social, são caracterizados em diálogo com pensadores contemporâneos das Ciências Políticas, Epistemologia e Psicologia. A partir do quadro teórico de Herbart, e do cenário apresentado, sua concepção de pedagogia e suas relações com a filosofia moral e a psicologia, o conceito de ensino educativo (ou instrução educativa) e de interesse são mobilizados para propor a fundação de uma nova Pedagogia das Virtudes.</p> Nathan W. Lima ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/13365 Qua, 23 Fev 2022 09:32:09 -0300 AVES E MAMÍFEROS DA CAATINGA: EXPERIÊNCIAS COM JOGOS EDUCATIVOS PARA A VALORIZAÇÃO DA FAUNA LOCAL http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/11636 <p>Os jogos educativos têm um potencial significativo para estimular o ensino e a aprendizagem. São recursos que relacionam teoria e prática nos mais variados conteúdos. Além disso, podem estimular habilidades cognitivas como resolução de problemas, criatividade, raciocínio rápido e criticidade. Mediante isso, esse artigo teve como objetivo analisar três jogos educativos para o reconhecimento de aves e mamíferos da Caatinga em termos de adequabilidade, atratividade, aprendizagem e limitações. Os jogos foram desenvolvidos durante oficinas de Educação Ambiental em três escolas públicas de ensino no estado do Piauí, Nordeste do Brasil. Durante as oficinas foram aplicados questionários a 107 estudantes. Em geral, os jogos propostos alcançaram resultados significativos em relação à: (a) adequação das regras e público-alvo; (b) atração, principalmente acerca das imagens de animais utilizadas; (c) aprendizagem de novos conceitos e (d) limitações apontadas pelos estudantes. Consideramos que os jogos educativos elaborados e aplicados apresentam-se como um importante recurso auxiliar no ensino de espécies da fauna local. Assim, podem ser facilmente aplicados nas disciplinas curriculares de Ciências e Biologia, principalmente para sensibilizar estudantes da importância de conservação da diversidade faunística local.</p> Letícia Sousa dos Santos Ferreira, Alderyce Passos Silva, Wedson de Medeiros Silva Souto, Patrícia Maria Martins Nápolis ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/11636 Ter, 22 Fev 2022 07:45:37 -0300 ELABORAÇÃO DE UM MANUAL DIDÁTICO PARA O ENSINO DE RADIOATIVIDADE FUNDAMENTADO NO MODELO DO ENSINO HÍBRIDO ROTAÇÃO POR ESTAÇÕES E NA GAMIFICAÇÃO http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12821 <p>A gamificação aliada ao ensino híbrido, na perspectiva das metodologias ativas, possibilita uma modificação no processo de construção do conhecimento, permitindo o protagonismo do estudante, além de inserir os meios tecnológicos e características dos jogos em um ambiente educacional, promovendo impactos positivos para as aulas de Química. Nesse sentido, o objetivo desta pesquisa é descrever as ações norteadoras na elaboração de um manual didático para aplicação do ensino híbrido gamificado no ensino de radioatividade fazendo uso do modelo de rotação por estações. Para isso a pesquisa foi desenvolvida em duas etapas. Na primeira se realizou um levantamento das publicações sobre as metodologias ativas, o ensino híbrido e a gamificação abordados no ensino de Química. Na segunda etapa, a elucidação dos passos desenvolvidos na construção do manual didático como produto educacional. Os resultados da pesquisa mostram quantitativamente que apenas vinte e seis trabalhos sobre as temáticas investigadas foram identificadas no período entre 2010 a 2019, o que representa um número baixo de pesquisas. De posse dessas informações foi construído o manual didático para uso em sala de aula de Química.</p> José Eudes da Silva de Oliveira, Bruno Silva Leite ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/12821 Ter, 22 Fev 2022 08:18:28 -0300