Determinação da qualidade de vinhos artesanais produzidos na Mesorregião do Noroeste Rio-Grandense

  • Natália Ambrósio Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões – Campus Erechim
  • Luciana Dornelles Venquiaruto Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões – Campus Erechim
  • Rogério Marcos Dallago Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões – Campus Erechim
  • Rozelaine de Fatima Franzin Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões – Campus Erechim
  • João Carlos Krause Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões – Campus Erechim
  • Bethina Pascuetti Tres Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões – Campus Erechim
  • Nadia Ligiamara Dewes Nyari Faculdade La Salle, Lucas do Rio Verde, Mato Grosso, Brasil.
Palavras-chave: análises físico químicas, qualidade, vinho artesanal

Resumo

O vinho é uma bebida obtida da fermentação alcoólica da uva madura e fresca ou do suco de uva fresco. Sua definição bioquímica é caracterizada como bebida proveniente da fermentação alcoólica dos açúcares de suco de uva pelas leveduras e, em alguns casos, pelas bactérias lácticas. A presente pesquisa objetiva conhecer a realidade da qualidade de vinhos artesanais comercializados em feiras de produtores ou adquiridos diretamente em propriedades rurais. Pretende--se analisar quantitativamente, por meio de análises físico-químicas, determinados parâmetros, como: o teor alcoólico e a acidez total de vinhos tintos e brancos produzidos e comercializados na Mesorregião do Noroeste Rio-Grandense. A região em estudo possui uma significativa quantidade de produtores rurais que produzem vinhos para agregar valores às atividades desenvolvidas nas suas propriedades. Os vinhos artesanais são amplamente consumidos na região pesquisada por questões culturais, devido à sua qualidade sensorial diferenciada e também pelos benefícios que traz a saúde, quando consumidos de forma moderada. No caso do vinho, a determinação de acidez e teor alcoólico fornece um dado importante do estado de conservação do produto, umavez que, na produção artesanal do vinho, um dos principais problemas está relacionado com a acidificação precoce do produto mediante a transformação do álcool em ácido acético, já que não há um efetivo controle na hora da fabricação, bem como na conservação do produto, uma vez que as boas práticas de fabricação pouco são conhecidas ou praticadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-08-16
Como Citar
Ambrósio, N., Venquiaruto, L., Dallago, R., Franzin, R., Krause, J., Tres, B., & Nyari, N. (2019). Determinação da qualidade de vinhos artesanais produzidos na Mesorregião do Noroeste Rio-Grandense. Revista Brasileira De Ensino De Ciências E Matemática, 2(1), 72-83. https://doi.org/10.5335/rbecm.v2i1.9739