Geometria analítica com GeoGebra usando a Teoria dos Campos Conceituais de Vergnaud no ensino médio

  • Candido dos Santos Silva Licenciado em Informática, Secretaria Estadual de Educação de Roraima
  • Miguel Raymundo Flores Santibanez Mestre em Ciência da Computação, chefe do Departamento de Ciência da Computação da Universidade Federal de Roraima.
  • Delfa Mercedes Huatuco Zuasnábar Mestre em Ciência da Computação, coordenador do curso de Ciência da Computação da Universidade Federal de Roraima.

Resumo

Os docentes estão inserindo a utilização da tecnologia para incrementar e dinamizar suas aulas, de modo a prender a atenção dos estudantes, possibilitando a interação entre a teoria e a prática em sala de aula.Este trabalho apresenta os resultados obtidos de uma pesquisa quali-quantitativa de trabalho de campo utilizando o software GeoGebra e suas funcionalidades nas aulas de geometria analítica: ponto e reta, tendo como base as atividades propostas para uma turma de ensino médio. Destaca-se o uso da Teoria dos Campos Conceituais de Vergnaud e do software no auxílio ao desenvolvimento do processo educacional, proporcionando novos horizontes, apoiando os processos de ensino e aprendizagem dos estudantes.

Biografia do Autor

Candido dos Santos Silva, Licenciado em Informática, Secretaria Estadual de Educação de Roraima
Licenciado em Informática, Secretaria Estadual de Educação de Roraima.
Miguel Raymundo Flores Santibanez, Mestre em Ciência da Computação, chefe do Departamento de Ciência da Computação da Universidade Federal de Roraima.
Mestre em Ciência da Computação, chefe do Departamento de Ciência da Computação da Universidade Federal de Roraima.
Delfa Mercedes Huatuco Zuasnábar, Mestre em Ciência da Computação, coordenador do curso de Ciência da Computação da Universidade Federal de Roraima.
Mestre em Ciência da Computação, coordenador do curso de Ciência da Computação da Universidade Federalde Roraima.

Referências

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto, Portugal: Porto Editora, 1994.

BRASIL. PCN+, Ensino Médio, Orientações Educacionais Complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. 2010. Disponível em:<http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/CienciasNatureza.pdf>. Acesso em: 01 dez. 2017

DANTE, L. R. Matemática: contexto e aplicações. 2. ed. São Paulo: Ática, 2013. v. 3.

DOLCE, O.; POMPEO, J. N. Fundamentos de Matemática Elementar - Geometria Plana. 9. ed. São Paulo: Atual, 2013.

GEOGEBRA, Site Oficial. 2017. Disponível em:<https://www.geogebra.org/>. Acesso em: 30 mar. 2017.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GOODENOUGH, W. Culture, language, and society. Reading: Addison Wesley, 1971.

HOHENWARTER, M. Geogebra 4 Quickstart. Tradução para português de Portugal de Antônio Ribeiro e Jorge Geraldes. 2015. Disponível em: <http://static.geogebra.org/help/geogebraquickstart_pt_PT.pdf>. Acesso em: 30 maio 2015.

MOREIRA, M. A. A Teoria dos Campos Conceituais de Vergnaud, o ensino de ciências e a pesquisa nesta área. Investigações em Ensino de Ciências. Porto Alegre, v. 7, n. 1, p. 7-29, 2002.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa Social: métodos e técnicas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA. Ciências da natureza, matemática e suas tecnologias. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2006. (Orientações curriculares para o ensino médio; volume 2). Disponível em:<http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/book_volume_02_internet.pdf>. Acesso em: 30 maio 2015.

VALERIO, S. Ensino da geometria analítica com o uso do software Geogebra. Revista Eletrônica de Educação e Ciência, São Paulo, v. 3, n. 1, p. 12-35, 2013.

VERGNAUD, G. A classification of cognitive tasks and operations of thought envolved in addition subtraction problems. In: CARPENTER, T.; MOSER, J.; ROMBERG, T. Addition and subtraction. A cognitive perspective. Hillsdale, N. J.: Lawrence Erlbaum, 1982. p. 39-65.

______. A comprehensive theory of representation for mathematics education. Journal of Mathematical Behavioral, Boston, v. S17, n. 2, p. 167-181, 1998.

______. Multiplicative structures. In: HIEBERT, H.; BEHR, M. (Ed.). Research Agenda Mathematics Education. Number Concepts and Operations in the Middle Grades. Hillsdale, N. J.: Lawrence Erlbaum, 1988. p. 45-112.

______. Quelques problèmes théoriques de la didactique a propos d´um exemple: les structures additives. Atelier Internacional d´Eté: Récherche em Didactique de la Phyque. La Londe les Maures, França, 1983.

______. Teoria dos campos conceituais. In: NASSER, L. (Ed.). Anais do 1º Seminário Internacional de Educação Matemática. Rio de Janeiro, 1993. p. 1-26.

VERGNAUD, G.; GUERSHON, H.; CONFREY, J. The Development of Multiplicative Reasoning in the Learning of mathematics. New York: State Universty of New York Press, 1994. p. 41-59.

Publicado
2018-08-10
Como Citar
dos Santos Silva, C., Flores Santibanez, M., & Huatuco Zuasnábar, D. (2018). Geometria analítica com GeoGebra usando a Teoria dos Campos Conceituais de Vergnaud no ensino médio. Revista Brasileira De Ensino De Ciências E Matemática, 1(1). https://doi.org/10.5335/rbecm.v1i1.8478