Utilização da metodologia WebQuest nas aulas de matemática: uma proposta para o estudo de matrizes

  • Camila Faligurski Fim Acadêmica do curso de Matemática da UPF. Bolsista de iniciação científica voluntária (Pivic/UPF), Instituto de Ciências Exatas e Geociências
  • Pâmela Ceolin Pinto Acadêmica do curso de Matemática da UPF. Bolsista de iniciação científica voluntária (Pivic/UPF), Instituto de Ciências Exatas e Geociências.
  • Rosana Maria Luvezute Kripka Mestre em Ciências de Computação e Matemática Computacional pela Universidade de São Paulo, São Carlos, e doutora em Educação em Ciências e Matemática pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Docente da área de Matemática no Instituto de Ciências Exatas e Geociências da Universidade de Passo Fundo.

Resumo

Apresenta-se resultados de uma pesquisa em desenvolvimento, na qual se propõe a utilização do recurso tecnológico digital da WebQuest para o ensino e a aprendizagem de matemática. Também propõe-se a elaboração de uma tarefa para abordagem do tópico matrizes, envolvendo o uso de materiais educacionais, disponibilizados na rede mundial de computadores (WWW), bem como o uso da resolução de problemas, tendo em vista potencializar e facilitar a aprendizagem significativa desse objeto matemático. Pretende-se aplicar a tarefa com estudantes do ensino médio, com o objetivo de avaliar qualitativamente as implicações observadas em termos de aprendizagens ocorridas.

Biografia do Autor

Camila Faligurski Fim, Acadêmica do curso de Matemática da UPF. Bolsista de iniciação científica voluntária (Pivic/UPF), Instituto de Ciências Exatas e Geociências
Acadêmica do curso de Matemática da UPF. Bolsista de iniciação científica voluntária (Pivic/UPF), Institutode Ciências Exatas e Geociências
Pâmela Ceolin Pinto, Acadêmica do curso de Matemática da UPF. Bolsista de iniciação científica voluntária (Pivic/UPF), Instituto de Ciências Exatas e Geociências.
Acadêmica do curso de Matemática da UPF. Bolsista de iniciação científica voluntária (Pivic/UPF), Institutode Ciências Exatas e Geociências.
Rosana Maria Luvezute Kripka, Mestre em Ciências de Computação e Matemática Computacional pela Universidade de São Paulo, São Carlos, e doutora em Educação em Ciências e Matemática pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Docente da área de Matemática no Instituto de Ciências Exatas e Geociências da Universidade de Passo Fundo.
Mestre em Ciências de Computação e Matemática Computacional pela Universidade de São Paulo, São Carlos,e doutora em Educação em Ciências e Matemática pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grandedo Sul. Docente da área de Matemática no Instituto de Ciências Exatas e Geociências da Universidade dePasso Fundo. 

Referências

BARROS, G. C.; NOBRIGA, J. C. C. WebQuest e educação matemática: um possível caminho à pesquisa escolar. Educação Matemática em Revista, Brasília, DF, v. 27, p. 36-40, ago. 2009.

BARROQUEIRO, C. H.; AMARAL, L. H. O uso das tecnologias da informação e da comunicação no processo de ensino-aprendizagem dos alunos nativos digitais nas aulas de física e matemática. REnCiMa, São Paulo, SP, v. 2, n. 2, p. 123-143, jul./dez. 2011.

DIO, R. G.; ANDRADE, S. V. R. Utilização de WebQuest na aula de matemática. In: PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Superintendência de Educação. O professor PDE e os desafios da escola pública paranaense, 2007. Curitiba: SEED/PR, 2011. v. 1. (Cadernos PDE). p. 01-31. Disponível em<http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2007_unioeste_mat_artigo_rosana_gagliotti_de_dio.pdf>. Acesso em: 29 maio 2017.

DODGE, B. WebQuests: a technique for Internet-based learning. The Distance Educator, San Diego, v. 1, n. 2, p. 10-13, 1995. (Trad. Jarbas Novelino Barato). Disponível em<http://www.dm.ufscar.br/~jpiton/downloads/artigo_webquest_original_1996_ptbr.pdf>. Acesso em: 2 maio 2017.

GOOGLE MAPSTM. Google MapsTM. 2017. Disponível em: <https://www.google.com.br/maps/preview>. Acesso em: 29 jun. 2017.

FIM, C. F.; KRIPKA, R. M. L. Aprendizagem em matemática por meio de recursos da Webquest: diferentes usos e indicativos. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE ENSINO DA MATEMÁTICA, 7, 2017. Anais... Canoas, RS: Ulbra, 2017. p. 1-13. Disponível em: <http://www.conferencias.ulbra.br/index.php/ciem/vii/paper/view/6785>. Acesso em: 1 dez. 2017.

GOOGLE SITES. WebQuest Template. 2010. Disponível em: https://sites.google.com/site/studentwebquesttemplate/>. Acesso em: 1 dez. 2017.

ROCHA, L. R. A. Concepção de pesquisa no cotidiano escolar: possibilidades de utilização da metodologia Webquest na educação pela pesquisa. 2007. 200 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2007.

Publicado
2018-08-10
Como Citar
Faligurski Fim, C., Ceolin Pinto, P., & Luvezute Kripka, R. (2018). Utilização da metodologia WebQuest nas aulas de matemática: uma proposta para o estudo de matrizes. Revista Brasileira De Ensino De Ciências E Matemática, 1(1). Recuperado de http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/8477