O lugar do pensamento crítico e criativo na formação de professores que ensinam matemática

  • Cleyton Hércules Gontijo Universidade de Brasília – UnB
  • Mateus Gianni Fonseca Instituto Federal de Brasília – IFB
Palavras-chave: Pensamento crítico e criativo em matemática, Criatividade em matemática, Formação continuada

Resumo

Cada vez mais o pensamento crítico e criativo é defendido no cenário internacional como uma capacidade necessária para a educação do século XXI. No Brasil, esse assunto ainda é algo novo, sobretudo para os professores da educação básica. Com vistas a contribuir com o campo de formação de professores, planejou-se um conjunto de oficinas de pensamento crítico e criativo em matemática, realizado num contexto de formação continuada no espaço escolar, com 27 professores dos anos iniciais do ensino fundamental de uma escola de rede pública do Distrito Federal, de modo a analisar o potencial deste tipo de atividade como suporte ao trabalho docente com vistas ao estímulo do pensamento crítico e criativo dos estudantes. Neste trabalho, descrevemos uma dessas oficinas que explorou temática no campo das grandezas e medidas e proporcionalidade. As percepções reveladas pelos professores acerca da oficina demonstram que as atividades articulam adequadamente a base conceitual e metodológica, contribuindo positivamente com a formação docente e subsidiando a aplicação do modelo no trabalho com os estudantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cleyton Hércules Gontijo, Universidade de Brasília – UnB
Universidade de Brasília – UnB
Mateus Gianni Fonseca, Instituto Federal de Brasília – IFB
Instituto Federal de Brasília – IFB
Publicado
2020-11-11
Como Citar
GONTIJO, C.; FONSECA, M. O lugar do pensamento crítico e criativo na formação de professores que ensinam matemática. Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Matemática, v. 3, n. 3, 11 nov. 2020.
Seção
Artigos