Marcas Históricas da Identidade do Professor que Ensina Matemática: mulheres em destaque nos Boletins do CPOE

  • Maria Cecilia Bueno Fischer Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS
  • Diogo Franco Rios Universidade Federal de Pelotas – UFPel.
Palavras-chave: Ensino Primário, Escola Normal, Centro de Pesquisas e Orientação Educacionais, Matemática, Mulheres

Resumo

Buscando oferecer uma contribuição à construção histórica da identidade do professor que ensina Matemática, apresentamos um exercício de identificação de personagens que atuaram junto ao Centro de Pesquisas e Orientação Educacionais (CPOE), órgão da Secretaria de Educação e Cultura do Rio Grande do Sul, na tentativa de melhor compreender seu funcionamento na gestão da Educação Primária e, por decorrência, da Escola Normal no estado. Para tal, foram tomadas como fontes as publicações contidas nos Boletins do Centro, datados de 1947 a 1966, relacionadas ao ensino de Matemática, sendo considerados como representativos dos discursos oficiais do CPOE nesse período. Como resultado destaca-se que coube apenas a mulheres, professoras e técnicas em educação, a autoria das produções contendo reflexões, orientações e diretrizes relacionadas à Matemática e, em função do lugar que ocupavam no Centro, acabaram por assumir a função de experts, uma vez que suas produções eram reconhecidas como legítimas proposições do Centro para os professores do estado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Cecilia Bueno Fischer, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS
Docente da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS. Brasil
Diogo Franco Rios, Universidade Federal de Pelotas – UFPel.
Docente da Universidade Federal de Pelotas – UFPel. Brasil.
Publicado
2020-11-11
Como Citar
BUENO FISCHER, M.; FRANCO RIOS, D. Marcas Históricas da Identidade do Professor que Ensina Matemática: mulheres em destaque nos Boletins do CPOE. Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Matemática, v. 3, n. 3, 11 nov. 2020.
Seção
Artigos