Perfil dos idosos residentes em instituições de longa permanência da região sul do país

  • Patricia Viana da Rosa
  • Luiz Glock
  • Evelise Moraes Berlezi
  • Douglas Dalcin Rossato
  • Luis Henrique Telles da Rosa
Palavras-chave: Idosos Institucionalizados. Perfil Demográfico e Social. Capacidade Funcional.

Resumo

O presente estudo teve como objetivos: descrever o perfil dos idosos asilados da Região Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul. A pesquisa foi realizada no período de novembro de 2002 a março de 2003. A amostra foi composta de 33 homens e 56 mulheres, com idade média de 77,88 anos e 79,38 anos. A associação entre as variáveis quantitativas foi estimada através do Coeficiente de Correlação de Pearson e a associação entre as variáveis categóricas foi calculada através do Teste do Chi-Quadrado. Com relação a capacidade funcional, observamos que as atividades que os idosos apresentam maior dependência são: banho, vestir-se e locomover-se fora da unidade. Observou-se uma associação significativa entre incontinência urinária e gênero (p=0,013). Na relação entre AVDs e capacidade funcional, a existência de limitação, conduziu à dependência funcional em maior ou menor grau. Ao final identifica-se uma população predominante de mulheres, brancas, com mais de 70 anos e elevada limitação funcional.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-08-10
Como Citar
Rosa, P., Glock, L., Berlezi, E., Rossato, D., & Rosa, L. (2012). Perfil dos idosos residentes em instituições de longa permanência da região sul do país. Revista Brasileira De Ciências Do Envelhecimento Humano, 8(1). https://doi.org/10.5335/rbceh.2012.870
Seção
Artigos Originais