Qualidade de vida e sua relação com a espiritualidade: um estudo com idosos em instituições de longa permanência

Cléria Maria Lobo Bittar, Ana Flávia Mendonça Moscardini, Isadora Botossi Matos Vanzela, Vitor Arthur de Paula Souza, Jennifer Fernanda Gomes da Rocha

Resumo


O rápido processo de envelhecimento populacional aponta para a necessidade de repensar a atenção no cuidado dos idosos, considerando a mudança de paradigmas que busca compreender a importância das crenças pessoais e espirituais e sua relação com o aumento de bem-estar e qualidade de vida dos idosos. Este estudo tem o objetivo de conhecer a percepção da qualidade de vida de idosos residentes em instituições de longa permanência para idosos e sua relação com a espiritualidade. Trata-se de um estudo descritivo de natureza qualitativa de que participaram 35 idosos de ambos os sexos, com idades entre 60 e 93 anos, de três municípios paulistas – Ribeirão Preto, Franca e São Joaquim da Barra.
Esses idosos responderam a uma entrevista aberta, que foi, posteriormente, transcrita e categorizada. O estudo foi conduzido em novembro de 2015. Foram propostas duas categorias temáticas, de acordo com a técnica da análise do conteúdo: a) Qualidade de vida: saúde, lazer e autonomia; e b) Espiritualidade: bem-estar e valor para a vida. Os relatos demonstraram que os idosos entendiam que a qualidade de vida estava intimamente relacionada a ter saúde, lazer, autonomia para as atividades diárias e contato com familiares e amigos. Os idosos reconheceram que a religião e algumas práticas espirituais afetavam positivamente a qualidade de vida. A espiritualidade foi importante também como um sistema de valores para a vida, dimensionando atos e dirigindo ações e condutas pessoais, fatores que, segundo eles, interferiam na percepção da boa qualidade de vida. Conclui-se que a espiritualidade pode ser importante aliada para o desenvolvimento de ações nos âmbitos social, da saúde, da assistência, atuando ainda como apoio para o enfrentamento das adversidades típicas do envelhecimento e da proximidade da finitude da vida, refletindo na qualidade de vida e no bem-estar nessa fase da existência.

Palavras-chave


Espiritualidade. Idosos. Instituições de longa permanência. Qualidade de vida.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5335/rbceh.v14i2.7020