Efeito da prática de ioga na qualidade de vida de idosos

Fernanda Dias Massierer, Juliana Ludwig Justo, Adriana Marques Toigo

Resumo


O envelhecimento é um fenômeno natural e fisiológico dos seres vivos, muitas vezes associado a pontos negativos, como degenerações, atrofias, limitações e dores. A ioga, muitas vezes, é usada como uma forma terapêutica que auxilia em recuperações e na manutenção da saúde e vem sendo uma boa ajuda para melhorar a qualidade de vida de idosos, minimizando os fatores negativos do envelhecimento. O objetivo deste estudo foi verificar se houve melhoras na qualidade de vida de idosos por meio da prática de ioga. Este estudo, caracterizado como descritivo-comparativo, foi composto por uma amostra final de 44 idosos entre 65 e 80 anos de idade, divididos em grupo experimental e grupo controle. Todos os idosos foram submetidos aos questionários Whoqol-old e Whoqol-bref para avaliação da qualidade de vida, e o grupo experimental foi submetido a aulas de ioga duas vezes por semana durante 10 semanas. Foram apresentadas diferenças estatisticamente significativas nas facetas Habilidades Sensoriais; Participação Social; Atividades Passadas, Presentes e Futuras; e Intimidade. Apesar de as outras facetas não apresentarem o mesmo resultado, houve um pequeno aumento nas variáveis analisadas.

Palavras-chave


Idosos. Yoga. Qualidade de Vida.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5335/rbceh.v14i1.6120