Relação da qualidade de vida com o estado nutricional e faixa etária de idosos

Aline Bochi, Fernanda Scherer Adami

Resumo


O objetivo deste estudo foi relacionar o gênero, a renda, a idade e as medidas antropométricas com os domínios de qualidade de vida dos idosos participantes de um grupo da terceira idade de um município do interior do Rio Grande do Sul. A amostra foi constituída por 103 idosos, que participaram da coleta de dados antropométricos de peso, altura e circunferência da cintura, responderam o questionário validado WHOQOL-BREF e um questionário estruturado sobre dados socioeconômicos, gênero e idade. Foi realizado o cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC) e classificado o estado nutricional conforme a Organização Pan-Americana de Saúde (2002) . Quando comparados os domínios de qualidade de vida entre os gêneros, não foi observada associação significativa; em relação ao estado nutricional, 49,5% dos idosos apresentaram sobrepeso e obesidade. A melhor média foi observada no domínio de meio ambiente, já ao correlacionar as médias dos domínios de qualidade de vida com idade, IMC, circunferência da cintura e peso, observou-se correlação inversa e significativa entre idade e domínio físico (p=0,001) e domínio social (p<0,001), bem como entre IMC e domínio psicológico (p=0,035). Peso e circunferência da cintura não foram correlacionados significativamente com os domínios de qualidade de vida. Concluiu-se que, quanto maior a idade, menores foram os escores para os domínios físico e social e, quanto maior o IMC, significativamente menor a média do domínio psicológico.

Palavras-chave


Idoso. Qualidade de vida. Estado nutricional

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5335/rbceh.v14i1.5554