OS SINTOMAS DEPRESSIVOS E A FRAGILIDADE FÍSICA EM IDOSOS

  • Aline de Sousa Falcão
  • Conceição da Silva Brito
  • Márcia Marrocos Aristides Barbiero
  • Patrícia Rosa Gonçalves Leta
  • Reuber Lima de Sousa
  • Karina Silveira de Almeida Hammerschmidt
  • Susanne Elero Betiolli
  • Maria Helena Lenardt
Palavras-chave: Idoso Fragilizado, Depressão, Saúde do Idoso

Resumo

Introdução: A fragilidade física na pessoa idosa pode levar ao desenvolvimento de condições clínicas críticas e agravos à saúde, entre eles o surgimento de sintomas depressivos. O conhecimento cientifico a respeito do comportamento e da relação entre essas variáveis ainda é pouco esclarecido. Objetivo: identificar a relação entre sintomas depressivos e fragilidade física em idosos. Métodos: trata-se de uma revisão integrativa da literatura desenvolvida a partir de 24 artigos selecionados mediante  critérios de inclusão e exclusão pré-estabelecidos, que foram  considerados por estar publicado no período de 2012 a 2020, constar na íntegra, estar diretamente relacionados ao tema, e estar registrado nos idiomas português e/ou inglês. Para a seleção dos artigos utilizou-se o Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Metaanalyses, assim como o Oxford Centre for Evidence-based Medicine para a classificação do nível de evidência e o EndNote Web para gerenciamento da bibliografia. As busca dos artigos ocorreu em 4 bases de dados: PUBMED, Web of Science, BVS e SciELO. Resultados: observou-se associação entre os sintomas depressivos e a fragilidade física em idosos; A fragilidade física foi considerada um preditor de sintomas depressivos; Os indivíduos frágeis podem ser mais propensos a desenvolver sintomas depressivos devido às habilidades funcionais prejudicadas, inatividade física, incapacidade funcional e isolamento social. Conclusão: os resultados auxiliam no esclarecimento da relação entre os sintomas depressivos e a fragilidade física, ao tempo em que gera um alerta para a importância da identificação da fragilidade física na prática clínica, como rastreamento de idosos com risco para sintomas depressivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-05
Como Citar
de Sousa Falcão, A., da Silva Brito, C., Marrocos Aristides Barbiero, M., Rosa Gonçalves Leta, P., Lima de Sousa, R., Silveira de Almeida Hammerschmidt, K., Elero Betiolli, S., & Lenardt, M. (2020). OS SINTOMAS DEPRESSIVOS E A FRAGILIDADE FÍSICA EM IDOSOS. Revista Brasileira De Ciências Do Envelhecimento Humano, 17(2). https://doi.org/10.5335/rbceh.v17i2.12035