PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE INTERNAÇÕES POR FRATURAS EM MULHERES IDOSAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

  • Gabriela Sadigurschi
  • Lívia Machado de Mello Andrade
  • Luciane Velasque
  • Gloria Regina da Silva e Sá
Palavras-chave: Saúde do Idoso, Hospitalização, Idoso, Fraturas do Fêmur

Resumo

Introdução:  A osteoporose é uma doença osteometabólica com alta prevalência em mulheres idosas, ocasionando importantes sequelas clinicas como fraturas e suas complicações. Objetivos: Avaliar o perfil epidemiológico de internações por fraturas em mulheres idosas de 2013 a 2018. Métodos: Estudo descritivo, utilizando dados do Sistema de Morbidade Hospitalar do SUS referentes às internações em mulheres idosas no estado do Rio de Janeiro de 2013 a 2018. Foram avaliados: tipos de fratura, faixa etária (60-69,70-79 e 80 anos e mais) e taxa de mortalidade (multiplicada por 100).  Calculou-se a taxa de internação utilizando a equação (A/B X 100.000), sendo A= número de internações por faixa etária e tipo de fratura e B= população residente estratificada por faixa etária de acordo com IBGE (Censo-2010). Resultados: Observou-se maior taxa média de internações na faixa de 80 anos e mais (624,79), seguida de 70-79 anos (279,39) e 60-69 anos (167,22).  A fratura de fêmur apresentou maior taxa média de internação (1071,49), enquanto a fratura de crânio e dos ossos da face apresentou menor taxa (7,10). No entanto, a fratura envolvendo múltiplas regiões do corpo apresentou a maior taxa de mortalidade (9,5), seguida da de fêmur (6,06). O valor despendido com internações por fraturas em mulheres idosas no período estudado foi R$ 55.189.193,09. Conclusão:  Com o avanço da faixa etária, houve aumento na taxa de internações por fraturas em mulheres idosas. É notório o impacto social e econômico das fraturas na população senil.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-03
Como Citar
Sadigurschi, G., Andrade, L., Velasque, L., & Sá, G. R. (2020). PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE INTERNAÇÕES POR FRATURAS EM MULHERES IDOSAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Revista Brasileira De Ciências Do Envelhecimento Humano, 17(2). https://doi.org/10.5335/rbceh.v17i2.12004