AUMENTO DA INCONTINÊNCIA URINÁRIA EM NONAGENÁRIOS E CENTENÁRIOS DURANTE O ISOLAMENTO SOCIAL DA COVID-19

  • Vivian Ulrich
  • Renata Breda Martins
  • Ângelo José Gonçalves Bós
Palavras-chave: Incontinência urinária, Idoso de 80 Anos ou mais, Infecções por Coronavirus

Resumo

Introdução: Em nonagenários e centenários a incontinência urinária (IU) é frequente e pode ocasionar em diversas perdas afetando diretamente a qualidade de vida. Entre os fatores de risco para a IU está a diminuição da mobilidade, que pode ser maior durante a pandemia da COVID-19. Objetivo: Investigar o possível aumento da IU em nonagenários e centenários durante o isolamento social relacionado à pandemia da COVID-19. Métodos: Estudo longitudinal e observacional onde foram entrevistados nonagenários e centenários residentes em Porto Alegre e participantes do Projeto Atenção Multiprofissional ao Longevo. O contato foi realizado via ligações telefônicas realizadas de março a agosto de 2020. Comparou-se a IU em avaliações anteriores em 2016 e/ou 2018. As variáveis investigadas foram gênero, faixa-etária, cor, estado conjugal, atividade física durante a pandemia, com quem reside e IU. Resultados: Foram 59 entrevistados, a maioria mulheres (77%), com 96,0±3,8 anos, viúvos (73%) e residindo com acompanhante (81%). A IU foi referida em 66% dos participantes nas duas semanas antes da entrevista (durante a COVID-19). Este percentual, antes da COVID-19, era de 55,9%, um acréscimo de 10%. O aumento percentual de IU foi maior entre os homens (21,4%), com idade entre 95-99 anos (17,9%), com companheiros (16,7%), que moravam sozinhos (18,2%) e os que diminuíram a atividade física durante a COVID-19 (17,4%). Conclusão: A frequência de IU aumentou nos nonagenários e centenários avaliados, o aumento nos homens provavelmente esteja relacionado à diminuição da atividade física durante o período investigado.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-03
Como Citar
Ulrich, V., Martins, R., & Bós, Ângelo J. (2020). AUMENTO DA INCONTINÊNCIA URINÁRIA EM NONAGENÁRIOS E CENTENÁRIOS DURANTE O ISOLAMENTO SOCIAL DA COVID-19. Revista Brasileira De Ciências Do Envelhecimento Humano, 17(2). https://doi.org/10.5335/rbceh.v17i2.11987