A ENFERMAGEM GERONTOLÓGICA MEDIANTE A PANDEMIA DE COVID-19

  • Caroline Otto Vargas
  • Rosana Sabina Augustin da Silva
  • Amanda Thiesen Bielinski
  • Juliana Nunes Alves
  • Priscila Carvalho Fogaça
Palavras-chave: enfermagem gerontológica, coronavírus, envelhecimento

Resumo

A pandemia global de COVID-19 colocou os idosos como centro de discussão devido à alta mortalidade deste público, o risco é ligado diretamente a idade e patologias crônicas prévias. O profissional da enfermagem permeia diversos campos ligados a gerontologia e está altamente ligado a prevenção e cuidados prestados em diversas esferas. Objetivo: compreender a importância do profissional de enfermagem gerontológica mediante a pandemia. Método: revisão integrativa, selecionados Decs e realizadas buscas na Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), Scielo, e Lilacs no período de setembro de 2020, respondendo à questão norteadora: qual a importância do enfermeiro na gerontologia durante a pandemia? Resultados: entre os materiais encontrados, 3 artigos se encaixam no critério de inclusão, que relata o papel do enfermeiro dentro da gerontologia no atual momento de pandemia de COVID-19, atuando na prevenção do contágio e esclarecimento de informações distintas recebidas por canais de comunicação no critério de educação em saúde, em casos necessários também estará presente nos cuidados intensivos prestado ao cliente idoso. Tomando novos rumos, o enfermeiro também passou a produzir e utilizar mais conteúdo científico, tornando-se um importante elo na busca por conhecimento. Conclusão: a formação de enfermeiros capacitados para atender o publico idoso é de grande valia para sociedade, não somente durante a pandemia, porém nos próximos anos que virão, contemplando a inversão da pirâmide etária, e o aumento da qualidade de vida que acerca este público.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
Vargas, C., da Silva, R., Bielinski, A., Alves, J., & Fogaça, P. (2020). A ENFERMAGEM GERONTOLÓGICA MEDIANTE A PANDEMIA DE COVID-19. Revista Brasileira De Ciências Do Envelhecimento Humano, 17(2). https://doi.org/10.5335/rbceh.v17i2.11982