CUBIU: FRUTO AMAZÔNICO PREVINE OXIDAÇÃO DE LIPÍDEOS, PROTEGENDO CONTRA A FORMAÇÃO DE ATEROMA

  • Nathália Cardoso de Afonso Bonotto
  • Greice Franciele Montagner
  • Ivana Beatrice Mânica da Cruz
  • Ednea Aguiar Maia-Ribeiro
  • Euler Esteves Ribeiro
  • Rômulo Pillon Barcellos
  • Fernanda Barbisan
Palavras-chave: Envelhecimento, Doenças cardiovasculares, Espécies reativas de oxigênio

Resumo

O envelhecimento é um fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, sendo a aterosclerose um exemplo destas patologias, a qual se caracteriza pelo acumulo de gordura, especialmente lipoproteínas de baixa densidade (LDL), nas artérias. Sabendo que o acumulo e a oxidação do LDL por espécies reativas de oxigênio (EROs) fazem parte do mecanismo de iniciação e progressão das placas de ateromas, e que fragmentos da placa podem se desprender, ocluindo as artérias e gerando falta de oxigênio e morte de tecidos, como ocorre no infarto do miocárdio, que é a principal causa de morte no mundo, se torna necessária a busca por alimentos que possam diminuir a oxidação do LDL. O cubiu (Solanum sessiliflorum), fruto amazônico conhecido por seu forte poder antioxidante, poderia ser utilizado no combate às EROs que oxidam o LDL.  Objetivo: Investigar o efeito do cubiu sobre a oxidação do colesterol LDL. Métodos: Preparação do extrato hidroalcóolico do cubiu proveniente de Maués- AM. Sangue foi coletado e amostras de plasma contendo LDL foram incubadas com um agente oxidante e com o extrato hidroalcólico nas concentrações de 3 a 300 µg / mL. Resultados: Diferentes concentrações de cubiu foram capazes de controlar processos de oxidação de LDL no plasma in vitro. Conclusão: Nossos resultados sugerem que o extrato de cubiu tem potencial ação protetora frente a oxidação do LDL, indicando capacidade de prevenção da formação de ateromas. Mais estudos precisam ser realizados para a confirmação desta hipótese e possível indicação do cubiu como suplemento alimentar.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
Bonotto, N., Montagner, G., da Cruz, I., Maia-Ribeiro, E., Ribeiro, E., Barcellos, R., & Barbisan, F. (2020). CUBIU: FRUTO AMAZÔNICO PREVINE OXIDAÇÃO DE LIPÍDEOS, PROTEGENDO CONTRA A FORMAÇÃO DE ATEROMA. Revista Brasileira De Ciências Do Envelhecimento Humano, 17(2). https://doi.org/10.5335/rbceh.v17i2.11974