ASSOCIAÇÃO ENTRE COMPOSIÇÃO CORPORAL E HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA EM MULHERES IDOSAS

  • Letícia Mazocco
  • Patrícia Chagas
  • Carla Helena Augustin Schwanke
Palavras-chave: Hipertensão arterial, Índice de massa corporal, Composição corporal

Resumo

Introdução: O excesso de peso está associado com doenças crônicas, entre elas a hipertensão arterial sistêmica (HAS). Objetivo: Verificar a associação de indicadores de composição corporal e HAS em mulheres idosas. Métodos: Foram incluídas no estudo idosas submetidas à absorciometria por dupla emissão de raios-X (DXA). Dados sociodemográficos e história de HAS foram coletados através de um questionário. O peso e a estatura foram aferidos em balança antropométrica para cálculo do IMC. A massa gorda e magra foram avaliadas por DXA. Foram utilizadas estatísticas descritivas, sendo as descrições feitas por medidas de frequência, médias e desvios-padrões. Para comparação das médias das variáveis quantitativas foi utilizado o teste t de Student. Resultados: Participaram do estudo 288 idosas com idade média de 67,6±5,8 anos, sendo a maioria casada (60,1%) e aposentada (93,1%). A escolaridade mais frequente foi entre 4 e 8 anos de estudo (44,1%). A frequência de HAS foi de 63,2% (n=182). Entre as idosas hipertensas, o IMC médio foi de 28,27±5,3 kg/m2, a massa gorda total média foi de 27,33±10,4 kg e a massa magra total média de 36,53±4,6 kg. Já entre idosas não hipertensas, o IMC médio foi de 26,42±3,7 kg/m2, a massa gorda total média foi de 24,75±7,9 kg e a massa magra total média de 36,01±4,1 kg. HAS foi associada com o IMC (p=0,001) e com a massa gorda (p=0,018) e não teve associação com a massa magra (p=0,335). Conclusão: Observou-se associação de HAS com níveis médios maiores de IMC e de massa gorda.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
Mazocco, L., Chagas, P., & Schwanke, C. (2020). ASSOCIAÇÃO ENTRE COMPOSIÇÃO CORPORAL E HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA EM MULHERES IDOSAS. Revista Brasileira De Ciências Do Envelhecimento Humano, 17(2). https://doi.org/10.5335/rbceh.v17i2.11946
Seção
Artigos Originais