FRUTO AMAZÔNICO TEM EFEITO PRÓ-CICATRICIAL EM MODELO DE FERIDA IN VITRO

  • Danieli Monteiro Pillar
  • Euler Esteves Ribeiro Filho
  • Verônica Farina Azzolin
  • Nathália Bonotto
  • Ednea Aguiar Maia-Ribeiro
  • Ivana Beatrice Mânica da Cruz
  • Fernanda Barbisan
Palavras-chave: Antioxidante, Camu-Camu, Cicatrização

Resumo

Introdução: O envelhecimento cutâneo, é um fenômeno fisiológico gradativo que envolve degradação do colágeno, estresse oxidativo e inflamação, esses aspectos somados ao fato de muitos idosos terem dificuldade de movimentação ou serem portadores de outras doenças como o diabetes, favorecem o aparecimento de lesões de pele de difícil cicatrização, as quais prejudicam qualidade de vida e são um problema de saúde pública. O Camu-camu (Myrciaria dúbia) é um fruto Amazônico, com alto teor de vitamina C e outras molécula bioativas que podem ter efeito pró-cicatricial. Objetivo: Avaliar os efeitos do Camu-camu na cicatrização em modelo in vitro de lesão de pele. Metodologia: Linhagem celular de fibroblastos (HFF-1) obtida comercialmente e cultivada em condições padrão, submetida a uma arranhadura (modelo de lesão in vitro) e após suplementada com extrato de Camu-camu, concentrações de 250μG/mL e 500 μG/mL, após 24 e 72 horas avaliou-se a produção de espécies reativas de oxigênio (EROs) via ensaio da 2,7 diclorofluoresceína diacetato  e o efeito na cicatrização através da comparação das imagens microscópicas via Digimizer Image Analysis Software para avaliação da arranhadura. Resultados: Ambas as concentrações do extrato de Camu-camu, em 24 e 72 horas, atuaram na diminuição da produção de EROs, o Camu-camu induziu aumento na taxa de migração dos fibroblastos para o local da arranhadura, juntamente com a ampliação da proliferação celular, ou seja, favoreceu a cicatrização. Conclusão: O efeito pró-cicatrização do Camu-Camu foi demonstrado sendo este o primeiro estudo do tipo, entretanto mais estudos precisam ser realizados para confirmação desta hipótese.  

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-05
Como Citar
Monteiro Pillar, D., Esteves Ribeiro Filho, E., Farina Azzolin, V., Bonotto, N., Aguiar Maia-Ribeiro, E., Beatrice Mânica da Cruz, I., & Barbisan, F. (2020). FRUTO AMAZÔNICO TEM EFEITO PRÓ-CICATRICIAL EM MODELO DE FERIDA IN VITRO. Revista Brasileira De Ciências Do Envelhecimento Humano, 17(2). https://doi.org/10.5335/rbceh.v17i2.11934
Seção
Artigos Originais