CONFLITOS VIVENCIADOS POR PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM E IDOSAS EM UMA INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA

  • Caren da Silva Jacobi
  • Jamile Laís Bruinsma
  • Marinês Tambara Leite
  • Matheus Souza Silva
  • Carolina Backes
  • Eliane Raquel Rieth Benetti
  • Margrid Beuter
Palavras-chave: Conflito psicológico, Idoso, Instituição de longa permanência para idosos;, Enfermagem geriátrica

Resumo

Introdução: residir em Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI) exige adequação as regras e espaços, e estabelecimento de novas relações. Tais situações podem gerar conflitos entre residentes ou com profissionais da instituição. Objetivo: identificar situações de conflitos interpessoais de idosas institucionalizadas vivenciados por profissionais de enfermagem. Método: pesquisa qualitativa com 15 profissionais de enfermagem trabalhadores de ILPI. A coleta dos dados ocorreu por meio de entrevista semiestruturada e, após os dados foram analisados conforme a análise de conteúdo temática da proposta operativa de Minayo. Resultados: as situações de conflitos vivenciadas por profissionais ocorreram quando as idosas se apossavam de objetos pessoais de outras residentes, como bonecas ou nas refeições devido a padronização de horários e alimentos nem sempre aceitos por algumas residentes. Há conflitos ao acreditarem que algumas residentes são beneficiadas na quantidade de comida pelos funcionários, elas entravam em atrito com os profissionais requerendo a mesma porção de refeição. Quando as idosas apresentavam comportamentos alterados pelo quadro demencial/psiquiátrico e tinham atitudes contestadas pelos profissionais ou por outras residentes aconteciam conflitos. Os comportamentos envolviam despir-se em frente as demais,confusões de ideias, alucinações ou recusa de medicações, higiene corporal ou refeições.  Algumas idosas sobrepunham-se às outras, com atitudes de arrogância, sendo identificadas como líderes. A presença de diferentes personalidades no mesmo espaço suscitou tensões. Conclusão: situações de conflito ocorrem no cotidiano de profissionais e idosas de uma ILPI motivados por atividades profissionais ou atitudes das residentes. Destaca-se a importância de compreender os conflitos para promover o manejo adequado destas situações.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-03
Como Citar
Jacobi, C., Bruinsma, J., Leite, M., Silva, M., Backes, C., Benetti, E., & Beuter, M. (2020). CONFLITOS VIVENCIADOS POR PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM E IDOSAS EM UMA INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA. Revista Brasileira De Ciências Do Envelhecimento Humano, 17(2). https://doi.org/10.5335/rbceh.v17i2.11918