A PRÁTICA DE EXERCÍCIOS FÍSICOS E O EQUILÍBRIO DE IDOSOS ATIVOS

  • Adriane Ribeiro Teixeira
  • Sabrina Nuñes Gonçalves
  • Maira Rozenfeld Olchik
Palavras-chave: Idoso, Equiíbrio Postural, Exercício Físico

Resumo

Introdução: O equilíbrio é uma capacidade complexa, dependente da integração de diversos sistemas. A prática de exercícios físicos contribui para a manutenção do controle postural. Objetivo: Avaliar a influência do tempo de prática de exercícios físicos no equilíbrio de idosos. Métodos: Estudo transversal realizado com idosos participantes de atividades em centro comunitário. O equilíbrio foi avaliado pelo Teste Alcance Funcional (AF) que determina a distância que o idoso é capaz de alcançar, sem se movimentar e mantendo o equilíbrio. São realizadas três medições e é calculada a média delas. Se esta média é >25,4 cm há baixa probabilidade de queda (equilíbrio adequado), valores ≤25,4 cm indicam maior chance de quedas. A prática e tempo de exercícios físicos (TEF) foi coletada em entrevista. Para análise dos resultados, foram criados dois grupos, G1 com idosos com TEF≤5 anos e G2 de idosos com TEF>5 anos. A comparação entre os grupos foi realizada com o teste Qui-quadrado de Pearson. Resultados: Compuseram a amostra 53 idosos, sendo 46 (86,8%) do sexo feminino. A idade variou entre 60 e 82 anos (média 68,7±10,8). No G1 32 (74,4%) apresentaram AF>25,4 cm e 11 (25,6%) AF≤25,4 cm, enquanto no G2 9 (90%) apresentaram AF>25,4 cm e 1 (10%) AF≤25,4 cm. Esta diferença entre os grupos não foi estatisticamente significativa (p=0,289). Conclusão: Na amostra estudada não houve influência do tempo de prática de exercícios físicos e o equilíbrio dos grupos medido pelo teste do AF.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
Teixeira, A., Gonçalves, S., & Olchik, M. (2020). A PRÁTICA DE EXERCÍCIOS FÍSICOS E O EQUILÍBRIO DE IDOSOS ATIVOS. Revista Brasileira De Ciências Do Envelhecimento Humano, 17(2). https://doi.org/10.5335/rbceh.v17i2.11881
Seção
Artigos Originais