EFEITOS DO ISOLAMENTO SOCIAL PROVOCADO PELA PANDEMIA NA FUNCIONALIDADE DE PESSOAS COM DOENÇA DE PARKINSON

  • Juliana Paulino Dantas da Silva
  • Jaqueline Severo dos Santos
  • Cleysiane Araújo de Oliveira
  • Kássia Maria Clemente da Silva
  • Nadja Maria Jorge Asano
  • Carla Cabral dos Santos Accioly Lins
  • Maria das Graças Wanderley de Sales Coriolano
Palavras-chave: Envelhecimento, Doença de Parkinson, Coronavírus, Funcionalidade

Resumo

Introdução: O isolamento social pode promover prejuízos na funcionalidade, especialmente da população idosa com doenças crônicas. Objetivo: Analisar os efeitos do isolamento social provocado pela pandemia da covid-19 na funcionalidade de pessoas com doença de Parkinson (DP). Métodos: Estudo transversal desenvolvido pelo Programa Pró-Parkinson, realizado por meio da ferramenta google meeting. Foi realizado o teste senta levanta cinco vezes (TSLCV), cujo ponto de corte para redução da funcionalidade e risco de quedas na DP>16 segundos; comportamento sedentário verificado pela pergunta: quantas horas por dia você fica envolvido em atividades sentado durante a semana? Cujo ponto de corte >4horas/5dias da semana e percepção de piora em atividades cotidianas durante a pandemia. Os dados foram analisados com o software BioEstat, considerado p<0,05. Resultados: Amostra composta por 20 sujeitos, 10 homens e 10 mulheres, com média de idade 65 (±8), variando entre 52 a 76 anos, sendo 14 idosos (idade ≥ 60 anos) e 6 adultos (idade > 50 anos). Nove sujeitos (45%) apresentaram tempo superior a 16 segundos para realização do TSLCV, sendo identificada diferença significativa para realização deste teste (média: 12,1±1,8 vs 19,2±2,9 segundos; p<0,0001*). Sete sujeitos (35%) apresentaram comportamento sedentário, sendo identificada diferença significativa (média: 3±1 vs 7±7 horas; p=0,0003*). Atividades em que os sujeitos perceberam piora durante a pandemia foram n(%): 17 (85%) freezing, 15 (75%) marcha, 12 (60%) girar no leito, 11 (55%) tremor e 5 (25%) sofreram queda durante a pandemia. Conclusão: A pandemia da covid-19 promoveu efeitos negativos na funcionalidade de pessoas com doença de Parkinson.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
da Silva, J., dos Santos, J., de Oliveira, C., da Silva, K., Asano, N., Lins, C., & Coriolano, M. (2020). EFEITOS DO ISOLAMENTO SOCIAL PROVOCADO PELA PANDEMIA NA FUNCIONALIDADE DE PESSOAS COM DOENÇA DE PARKINSON. Revista Brasileira De Ciências Do Envelhecimento Humano, 17(2). https://doi.org/10.5335/rbceh.v17i2.11876
Seção
Artigos Originais