SUPLEMENTAÇÃO DE VITAMINA D ASSOCIADA AO TREINAMENTO MULTIMODAL DE 12 SEMANAS EM MULHERES IDOSAS COM BAIXA DENSIDADE MINERAL ÓSSEA: ENSAIO RANDOMIZADO DUPLO-CEGO CONTROLADO POR PLACEBO

  • Guilherme Carlos Brech
  • Adriana Machado-Lima
  • Marta Ferreira Bastos
  • Wilson de Jesus Bonifácio
  • Mark D. Peterson
  • Liliam Takayama
  • Rosa Maria R. Pereira
  • Julia Maria D’Andréa Greve
  • Angélica Castilho Alonso
Palavras-chave: Vitamina D, Força muscular, Equilíbrio Postural, Exercício, Osteoporose

Resumo

Introdução: Idosos tem maior risco de instabilidade postural e quedas, que piora quando se associa a carência de vitamina D e hipotrofia muscular. Objetivo: Avaliar a influência da suplementação de vitamina D com um programa de exercícios multimodais no equilíbrio postural e força muscular em mulheres idosas com baixa densidade mineral óssea (DMO) e insuficiência de vitamina D. Métodos: Ensaio clínico randomizado, duplo-cego, placebo com 12 semanas. 422 indivíduos foram selecionados e 46 preencheram os critérios de inclusão. Randomizados em grupo experimental (GE;n=23) e grupo controle (GC;n=23). Avaliações de força muscular foram realizadas pelo teste sit to stand; Teste de escada; dinamômetro de preensão manual e dinamômetro isocinético a 60°/seg. O equilíbrio postural foi avaliado clinicamente pelo MiniBESTest e por uma plataforma de força estaticamente e dinamicamente. Resultados: No GE, os níveis de vitamina D aumentaram no período pós-tratamento (P<0,001), enquanto no GC os níveis permaneceram inalterados (P=0,86). O pico de torque dos flexores foi afetado no lado dominante (P=0,02) e não no lado dominante (P=0,04) por grupo. No equilíbrio postural dinâmico durante a tarefa de subir, a elevação à esquerda foi afetada pelo grupo (P=0,01); o tempo do momento esquerdo foi afetado pelo grupo (P=0,01); o índice de impacto esquerdo foi afetado pelo grupo (P=0,01). O MiniBESTest foi afetado pelo momento (P<0,001). Conclusão: A suplementação de vitamina D associada ao programa de exercícios multimodais não melhorou a força muscular e o equilíbrio postural em idosas com baixa densidade mineral óssea e insuficiência de vitamina D.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
Brech, G., Machado-Lima, A., Bastos, M., Bonifácio, W., Peterson, M., Takayama, L., Pereira, R., Greve, J. M., & Alonso, A. (2020). SUPLEMENTAÇÃO DE VITAMINA D ASSOCIADA AO TREINAMENTO MULTIMODAL DE 12 SEMANAS EM MULHERES IDOSAS COM BAIXA DENSIDADE MINERAL ÓSSEA: ENSAIO RANDOMIZADO DUPLO-CEGO CONTROLADO POR PLACEBO. Revista Brasileira De Ciências Do Envelhecimento Humano, 17(2). https://doi.org/10.5335/rbceh.v17i2.11868