PERCEPÇÃO DOS ENFERMEIROS ACERCA DA AVALIAÇÃO MULTIDIMENSIONAL DO IDOSO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE

  • Juliete Coelho Gelsleuchter Universidade Federal de Santa Catarina
  • Karina Silveira de Almeida Hammerschmidt Universidade Federal de Santa Catarina
  • Juliana Balbinot Reis Girondi Universidade Federal de Santa Catarina
  • Laura Cavalcanti de Farias Brehmer Universidade Federal de Santa Catarina
  • Melissa Orlandi Honório Locks Universidade Federal de Santa Catarina
  • Anderson Abreu de Carvalho Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: Idoso, Enfermagem, Atenção primaria à Saúde

Resumo

Introdução: Avaliação multidimensional da pessoa idosa (AM) é uma forma de avaliar os aspectos gerais de saúde e sociais da pessoa idosa. Pode ser usada por qualquer profissional da saúde desde que capacitado¹. Objetivo: Identificar a percepção dos enfermeiros sobre AM do idoso na Atenção Primeira à Saúde. Metodologia: Trata-se de estudo de caso holístico, de casos múltiplos. Participaram do estudo cinco enfermeiros de uma Unidade Básica de Saúde de São José/SC, no período de dezembro de 2016. A coleta de dados buscou evidências através de entrevista semi-estruturada. Cada entrevista gerou um relatório e por fim relatório final cruzando todos os dados². Os aspectos desta pesquisa estão de acordo com a resolução 466/12 e aprovada no Comitê de ética sob parecer 1.833.375. Resultados: O uso da AM pelos enfermeiros não foi unanimidade, a maior justifica para o não uso foi a falta de tempo e pouco domínio para trabalhar com idosos. Como fortalezas da AM mencionam identificação de pontos não só da enfermagem, maior conhecimento e controle do quadro clínico do paciente possibilitando diagnóstico real e preciso. Conclusões: Estudos apontam que o tempo médio despendido para aplicar AM foi de 11 minutos, contrapondo a fala dos participantes relacionado a falta de tempo, tendo em vista que é uma avaliação relativamente rápida. Outra questão foi o despreparo de alguns profissionais em avaliar a pessoa idosa evidenciado e importância dos cursos de graduação em enfermagem em reforçar os conteúdos de geriatria e gerontologia. Lembrando que, as universidades têm papel importante na formação, mas também cabe a responsabilidade do profissional pela busca constante de capacitação e atualização. Nesse contexto a educação permanente pode ser uma forma de ajudar esses profissionais aprimorar seus conhecimentos. Deste modo a AM possibilita o levantamento de dados de todas as dimensões do idoso, que possibilita condutas de prevenção, orientação e encaminhamentos, tudo com objetivo de melhorar a qualidade de vida dos idosos procurando manter suas funções por maior período de tempo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-12-10
Como Citar
Coelho Gelsleuchter, J., Silveira de Almeida Hammerschmidt, K., Balbinot Reis Girondi, J., Cavalcanti de Farias Brehmer, L., Orlandi Honório Locks, M., & Abreu de Carvalho, A. (2019). PERCEPÇÃO DOS ENFERMEIROS ACERCA DA AVALIAÇÃO MULTIDIMENSIONAL DO IDOSO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE. Revista Brasileira De Ciências Do Envelhecimento Humano, 16(2), 17. https://doi.org/10.5335/rbceh.v16i2.10363