ALZHEIMER, SEXUALIDADE E INSTITUCIONALIZAÇÃO: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

  • Tatiane Rocha Razeira
  • Maria Gabriela Valle Gottlieb
Palavras-chave: Sexualidade, Alzheimer, Institucionalização

Resumo

INTRODUÇÃO: O processo de envelhecimento produz transformações, mudanças e adaptações na vida das pessoas em diferentes aspectos. OBJETIVO: analisar a produção científica sobre a sexualidade de pessoas idosas portadoras de Alzheimer e institucionalizadas. MÉTODO: revisão integrativa de artigos publicados nos últimos 10 anos, realizada na SCIELO, LILACS e PUBMED sendo utilizados os descritores (DECs): sexuality, Alzheimer disease, institucionalization e sexuality, dementia, institucionalization. RESULTADOS: Foram encontrados 6 artigos, dos quais 2 duplicados, restando 4 artigos, publicados entre 2014 e 2017. A necessidade da construção de conhecimentos acerca das temáticas na formação dos profissionais em saúde torna-se um aspecto contribuinte para uma postura cautelosa desses profissionais em relação à expressão da sexualidade das pessoas com Alzheimer e uma questão eticamente compassiva para quem cuida¹. Quando se deparam com uma situação de expressão da sexualidade por parte dos residentes, a reação mais comum é buscar o aconselhamento de outros profissionais². Visto que muitos profissionais entendem certas manifestações como inadequadas e não sabem como lidar com tais situações³. As pessoas idosas residentes expressam sua sexualidade de várias formas, e possuem atitudes positivas em relação à sexualidade, enfatizam o caráter individual tanto do interesse quanto da expressão sexual4. CONCLUSÕES: Observa-se escassez de publicações e é preciso desenvolver as temáticas na formação para que os profissionais compreendam e atendam as perspectivas e necessidades das pessoas idosas, para que essas possam manifestar sua sexualidade sem culpabilidade, com possibilidades e fluidez.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-11-20
Como Citar
Razeira, T., & Gottlieb, M. (2019). ALZHEIMER, SEXUALIDADE E INSTITUCIONALIZAÇÃO: UMA REVISÃO INTEGRATIVA. Revista Brasileira De Ciências Do Envelhecimento Humano, 16(2), 61. https://doi.org/10.5335/rbceh.v16i2.10268