Verificando a compreensão do BPMN com gestores de negócio

Vanessa Yadira Mendoza, Denis Silva da Silveira

Resumo


Engenheiros, artistas e artesões têm criado modelos há muito tempo para experimentar projetos antes de executá-los. Isso faz com que as ideias e soluções propostas nos modelos se tornem claras o suficiente para serem percebidas ou entendidas. De forma análoga, a utilização dos modelos de processos de negócio pode contribuir para a especificação dos requisitos de software, facilitando o entendimento e a comunicação do negócio do ponto de vista dos projetistas de software, bem como dos gestores. No entanto, há poucas pesquisas que examinam se os modelos de processos de negócio em BPMN são mais eficazes em sua compreensão do que outras representações, como por exemplo, as descrições textuais. Este artigo apresenta uma pesquisa realizada com pessoas da área de gestão, que conhecem e que não conhecem BPMN, para verificar se há diferenças significativas em termos da compreensão dos modelos BPMN em comparação com uma representação textual. Os resultados encontrados mostram que a compreensão dos modelos BPMN pode refletir uma perda de comunicação entre os gestores, aqueles que entendem do negócio, e os desenvolvedores, profissionais da área de computação que consolidam os processos em requisitos de software.

Palavras-chave


BPMN; Compreensão; Processos de negócios

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5335/rbca.v9i4.7076