Inteligência computacional aplicada à previsão de vencedores em partidas de tênis

  • Mateus de Araujo Fernandes Instituto Federal de Sergipe Petróleo Brasileiro S.A.
Palavras-chave: Lógica fuzzy, Predição, Redes neurais

Resumo

A previsão de vencedores em partidas de tênis pode representar várias utilidades práticas, pois os resultados de uma rodada em um torneio determinam quais jogos ocorrerão na rodada seguinte, o que é valioso para a organização dos torneios e a mídia, auxiliando na alocação de jogos em quadras e horários mais propícios, permitindo previsões de público e audiência e até mesmo embasando ações de merchandising. Neste trabalho, são estudados alguns dos principais fatores de influência na previsibilidade de partidas e, a partir dessa análise, são propostas duas diferentes abordagens para cálculos de confiabilidade na vitória de cada um dos competidores antes do início de uma partida. A primeira baseia-se em um sistema de inferência Fuzzy, explorando sua capacidade de reprodução de conhecimento de um especialista diante de uma mescla de informações. A segunda emprega uma rede neural, com sua característica de extração de atributos por meio de exemplos. Ambos os preditores têm como entradas dados de desempenhos prévios dos jogadores, que, nesse caso, tentam captar suas performances de curto, médio e longo prazo, além de sua afinidade com os diferentes tipos de pisos. Os resultados obtidos são encorajadores, mostrando ganhos significativos em relação à simples comparação baseada no ranking de entradas da Associação de Tenistas Profissionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mateus de Araujo Fernandes, Instituto Federal de Sergipe Petróleo Brasileiro S.A.
Possui Graduação em Engenharia Elétrica com ênfase em Engenharia Biomédica, Especialização em Engenharia de Petróleo e Mestrado em Engenharia Aeronáutica, com projeto na área de reconhecimento de alvos para aviação militar. Tem experiência em Inteligência Computacional, Sistemas Aeronáuticos e de Defesa e Engenharia de Petróleo. Atualmente é Engenheiro de Petróleo Pleno na Petrobras, trabalhando com simulação e gerenciamento de reservatórios de petróleo, além de ser Professor Efetivo do Departamento de Petróleo e Gás no Instituto Federal de Sergipe.
Publicado
2016-09-01
Como Citar
[1]
Fernandes, M. 2016. Inteligência computacional aplicada à previsão de vencedores em partidas de tênis. Revista Brasileira de Computação Aplicada. 8, 2 (set. 2016), 82-98. DOI:https://doi.org/10.5335/rbca.v8i2.5508.
Seção
Artigo Original
Share |