Combinando técnicas de análise estática e avaliação dinâmica para avaliação de código em ambientes de aprendizagem de programação

  • Gilvani Schneider PIPCA/UNISINOS
  • Patricia Augustin Jaques UNISINOS

Resumo

O aprendizado da programação tem se revelado desafiador para a maioria dos alunos do ensino superior. A estratégia de ensino empregada é geralmente o learning by doing, envolvendo a aplicação de vários exercícios de programação. Essas atividades são facilitadas por ferramentas que possibilitam aos alunos a submissão da solução dos exercícios pela internet e automatizam o processo de correção. Este trabalho apresenta um mecanismo de feedback, que combina técnicas de análise estática e avaliação dinâmica de código, e um mecanismo de cadastro de casos de teste pelo docente, que automatiza a geração de casos de teste pela validação da assinatura das classes a serem submetidas, agilizando assim a realização dessa atividade pelo professor. Este estudo foi integrado a um ambiente virtual de aprendizagem para apoiar as disciplinas de programação, que contém funcionalidades para cadastro de projetos de programação e submissão de soluções pelos alunos, chamado Feeper. Uma avaliação deste trabalho foi realizada com uma amostra de conveniência de treze estudantes de graduação e pós-graduação em informática que usaram Feeper para desenvolver projetos de programação por três semanas. Após esse período, foi aplicado um questionário com questões fechadas cujas respostas seguiam a escala Likert de concordância. Os resultados da avaliação sugerem que as melhorias propostas e implementadas no Feeper aumentaram a qualidade do auxílio dado pela ferramenta aos alunos durante a programação de suas soluções.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-04-30
Como Citar
[1]
Schneider, G. e Jaques, P. 2016. Combinando técnicas de análise estática e avaliação dinâmica para avaliação de código em ambientes de aprendizagem de programação. Revista Brasileira de Computação Aplicada. 8, 1 (abr. 2016), 114-129. DOI:https://doi.org/10.5335/rbca.2015.5362.
Seção
Artigo Original
Share |