Uma revisão das técnicas computacionais para contagem de ovos de Aedes aegypti em imagens de ovitrampas

Palavras-chave: Contagem, dengue, ovitrampa, ovos, imagens

Resumo

A dengue é uma doença viral infecciosa, transmitida pelo mosquito Aedes (albopictus e aegypti), que está presente em mais de 100 países. Mesmo tendo um número frequente e crescente de casos confirmados, não existe vacina eficaz contra a dengue. A estratégia mais eficiente é o acompanhamento e controle do vetor, realizado principalmente com a limpeza de recipientes que são possíveis criadouros. Uma das alternativas para o monitoramento, é a estimação da quantidade de mosquitos por região. Isso pode ser feito através da contagem de ovos em imagens de ovitrampas, que são armadilhas compostas por um recipiente parcialmente ocupado por água ou alguma infusão no qual é inserida uma palheta ou lâmina, proporcionando um ambiente adequado para oviposição. A palheta é fotografada e a contagem dos ovos é feita manualmente. As imagens contêm uma quantidade variável de ovos podendo alcançar milhares de unidades, tornando o trabalho de contagem dispendioso e passivo a erros devido ao cansaço humano. Uma alternativa para auxiliar na estimação do número de ovos presentes nas ovitrampas são os métodos de contagem automática. O atual trabalho apresenta um levantamento bibliográfico de trabalhos de contagem automática de ovos presentes na literatura, visando identificar as diferentes técnicas usadas na solução do problema, bem como os fatores de maior influência no processo e possíveis desafios que ainda demandam soluções.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-07-13
Como Citar
[1]
Brun, A., Moraes, P., Rizzi, C. e Rizzi, R. 2020. Uma revisão das técnicas computacionais para contagem de ovos de Aedes aegypti em imagens de ovitrampas. Revista Brasileira de Computação Aplicada. 12, 3 (jul. 2020), 1-15. DOI:https://doi.org/10.5335/rbca.v12i3.10947.
Seção
Artigo Original
Share |