O NAVIO NEGREIRO DO RACISMO RELIGIOSO “REVERSO” E A ESCOLA COMO PORTO INSEGURO

  • Eduardo Meinberg de Albuquerque Maranhão Fo

Resumo

Introduzo neste ensaio algumas possíveis relações entre racismo religioso e o falacioso “racismo reverso”, bem como sobre a urgência em se fomentar uma educação inclusiva, laica e democrática que instigue as pessoas a, mais que tolerarem, abrirem seus caminhos ao respeito à diversidade religiosa. A análise foi feita a partir de observações de campo, referências bibliográficas e diálogos com pessoas que sofreram racismo religioso em Florianópolis, Santa Catarina.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-05-30