IMPRENSA E VIOLÊNCIA: UM ESTUDO DE CONFLITOS ENTRE PARANÁ E SANTA CATARINA NOS JORNAIS DA DÉCADA DE 1900

Eloi Giovane Muchalovski

Resumo


O presente artigo procura discutir possibilidades de uso das fontes jornalísticas para a pesquisa em história, tomando como objeto conflitos e casos de violência ocorridos no início do século XX (1900-1908) nos vales dos rios Timbó e Paciência entre as vilas de União da Vitória e Canoinhas, período de intensa instabilidade envolvendo os estados do Paraná e Santa Catarina devido a questão de limites, naquilo que ficou conhecido como Contestado. Os discursos manifestos nos jornais O Dia, República, Gazeta de Joinville, A República, A Notícia e Diário da Tarde, procuravam informar o leitor de aspectos diversos, a formar uma ideia, um conceito acerca da daquela região. Desta forma, problematizar a noção de região em um espaço temporal em que a própria construção dessa noção não estava definida, pode elucidar aspectos sobre casos de violência, envoltos em relações de poder entre as forças políticas dos dois estados. Com base nos aportes teóricos e metodológicos da Análise de Discurso, demonstrar-se-á que o estudo dos jornais de época é promissor para compreensão histórica de momentos antecedentes a eclosão da Guerra do Contestado (1912-1916).

 



Palavras-chave: Contestado; Discursos; Jornais; Violência.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.