AS COLÔNIAS DE CASTROLANDA, WITMARSUM, ENTRE RIOS E A AGROINDUSTRIALIZAÇÃO DO CAMPO NO PARANÁ

  • Rene Wagner Ramos Universidade de Passo Fundo

Resumo

O artigo analisa o processo de implantação, consolidação e do desenvolvimento atual das colônias de Castrolanda em Castro (Cooperativa Castrolanda), Witmarsum em Palmeira (Cooperativa Witmarsum) e Entre Rios em Guarapuava (Cooperativa Agrária), que deram origem as três importantes empresas paranaenses com faturamento de R$ 4,5 bilhões em 2015. Analisaremos a participação do governo de Bento Munhoz da Rocha, na implantação das colônias em 1951, identificando as estratégias adotadas e o discurso de justificação para o empenho do Estado nesse processo. O Projeto de Modernização do campo, tinha como premissa a transformação do modelo produtivo e sua associação ao processo industrial, como forma de agregar valor ao produto final que seria exportado.Palavras-chaves: Colônia; Modernização; Agro-industrialização; Bento Munhoz da Rocha; Cooperativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-08-01
Como Citar
Wagner Ramos, R. (2016). AS COLÔNIAS DE CASTROLANDA, WITMARSUM, ENTRE RIOS E A AGROINDUSTRIALIZAÇÃO DO CAMPO NO PARANÁ. Semina - Revista Dos Pós-Graduandos Em História Da UPF, 15(1). Recuperado de http://seer.upf.br/index.php/ph/article/view/6225