MEMÓRIAS E IDENTIDADES NA ESCOLA MUNICIPAL SÃO JORGE: ENTRE RELATOS DE EXPERIÊNCIAS

  • Simone Aparecida Dupla

Resumo

Este artigo analisou as relações entre memória e identidade nos relatos de experiências das professoras da Escola Municipal São Jorge, de Ponta Grossa. Por meio dos conceitos de Michel de Certeau e Yi-Fu Tuan sobre espaço e lugar e, de memória e identidade de autores diversos buscou-se salientar de que forma as relações sociais e de poder interferem na construção de identidades. As identidades moldam memórias individuais e coletivas, compondo assim as características de determinados grupos, que embora coesos, não são de forma alguma homogêneos e passivos. Percebeu-se ao longo da análise que o lugar opera sobre as identidades tanto individuais quanto coletivas. Ao mesmo tempo este lugar é uma construção social e uma aspiração profissional que se transforma de acordo com os eventos, se movimenta e se altera formando identidades múltiplas, dinâmicas e significativas como as memórias que os atores sociais partilham. Palavras-chaves: memória, identidade, ambiente escolar, narrativa, lugar.
Publicado
2015-08-26