TECENDO REDES ENTRE A LITERATURA E A HISTORIOGRAFIA: UMA ABORDAGEM POSSÍVEL DAS NOÇÕES DE TEMPO, HISTÓRIA E NARRATIVA

  • Wagner Geminiano Santos

Resumo

Este texto procura estabelecer uma discussão em torno dos conceitos de tempo, história e narrativa a partir de alguns insights propostos pelo pensamento dos historiadores Reinhart Koselleck e Walter Benjamin e dos literatos e romancista Milan Kundera, Italo Calvino e Octávio Paz. Três pensadores provenientes de uma tradição de pensamento germânica e dois literatos de tradição latina – distinta da francesa com a qual grande parte da historiografia e da crítica literária brasileira se habituou a dialogar. Neste sentido, este texto procura pensar e apontar para uma possibilidade de articular os conceitos de tempo, história e narrativa presentes em algumas obas específicas destes historiadores e literatos vislumbrando o estabelecimento de uma relação epistemológica menos dura e conflituosa entre historiografia e literatura que possibilite descortinar outras formas de presença do passado no presente, assim como permitir emergir novos espaços de experiência de escrita e multiplicar os horizontes de expectativas tanto do campo dos historiadores quanto dos literatos. Palavras-Chave: tempo, história, narrativa, historiografia.  

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-08-26
Como Citar
Geminiano Santos, W. (2015). TECENDO REDES ENTRE A LITERATURA E A HISTORIOGRAFIA: UMA ABORDAGEM POSSÍVEL DAS NOÇÕES DE TEMPO, HISTÓRIA E NARRATIVA. Semina - Revista Dos Pós-Graduandos Em História Da UPF, 14(1). Recuperado de http://seer.upf.br/index.php/ph/article/view/5315