MEMÓRIA E INSERÇÃO SOCIAL DOS FEBIANOS: O CASO DO SOLDADO EDMUNDO BUDKE

  • Leomar Rippel
  • Ronaldo Zatta

Resumo

No início do ano de 1942, por ocasião da Segunda Guerra Mundial, o Governo brasileiro declarou guerra aos países do Eixo posicionando-se a favor dos Aliados, por tal motivo foram enviados vinte e cinco mil homens, que constituíram a FEB – Força Expedicionária Brasileira, para a zona de combate na Itália. As tropas brasileiras deram apoio ás forças americanas em combate constituindo a primeira tropa racialmente integrada que atuou naquele front, participando de vários feitos importantes que culminaram na antecipação do fim da guerra na Europa. Mesmo obtendo conquistas importantes no teatro de operações tais homens foram desmobilizados sem amparo pelo Estado e marginalizados pelo Exército. Amparados na História Oral procuramos historiar o percurso de pugna do soldado Edmundo Budke pelo reconhecimento social.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-10-17
Seção
Artigos Livres