O jornalismo científico e as pandemias no contexto brasileiro

AIDS e covid-19

Palavras-chave: AIDS, Covid-19, Jornalismo Científico

Resumo

Os primeiros casos da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (SIDA, em espanhol, ou AIDS, na sigla em inglês) foram documentados, em junho de 1981, no Estados Unidos. A imprensa não pôde manter-se indiferente à enfermidade, já que ela se tornou uma pandemia. Em dia 31 de dezembro de 2019, na cidade de Wuhan, na China, informou-se sobre os primeiros relatos de pneumonia causada por um novo coronavírus, o SARS-CoV-2, denominada Covid-19, em referência ao tipo de vírus (do inglês, Coronavirus disease) e ao ano de início da epidemia (2019). O presente trabalho analisará como duas epidemias, a AIDS e a Covid-19, chegaram à imprensa brasileira, e serão discutidas semelhanças entre as coberturas jornalísticas de ambas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA, Marco Antônio de. Prefácio. In: LUIZ, Olinda do Carmo. Ciência e risco à saúde nos jornais diários. São Paulo: Annablume; São Bernardo do Campo: Cesco, 2006. p. 11-16.
ALVES, Mayara Mayer. et al. Consequências clínicas da COVID-19 em pessoas com HIV/AIDS: uma revisão integrativa da literatura. R. Saúde Públ. Paraná, v. 4, n.1, p. 108 – 118, mar. 2021. Disponível em: http://revista.escoladesaude.pr.gov.br/index.php/rspp/article/view/463/192. Acesso em: 13 jul. 2021.
BORRET, Rita Helena. et al. Vulnerabilidades, interseccionalidades e estresse de minorias. In: CIASCA, Saulo Vito; HERCOWITZ, Andrea; Lopes Junior, Ademir. Saúde LGBTQIA+: práticas de cuidado transdisciplinar. Santana de Parnaíba: Manole, 2021, p. 59-71.
BRASIL, Presidência da República. Secretaria Especial de Comunicação Social – SECOM. Pesquisa brasileira de mídia: hábitos de consumo de mídia pela população brasileira. Brasília, 2016. Disponível em: http://www.secom.gov.br. Acesso em: 18 ago. 2020.
CALDAS, Graça. Divulgação científica e relações de poder. Inf. Inf., Londrina, v. 15, n. esp, p. 31 - 42, 2010. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/5583/6763. Acesso em: 17 ago. 2020.

CALDAS, Graça. et al. O desafio da formação em Jornalismo Científico. In: COMPÓS, XIV, 2005, Niterói. Disponível em: http://www.compos.org.br/data/biblioteca_845.pdf. Acesso em: 26 abr. 2020.

Costureiro Markito morre de ‘câncer gay’em Nova York. O Globo, Rio de Janeiro, 05 de junho de 1983. Caderno Rio, p. 21. Disponível em: https://acervo.oglobo.globo.com/busca/?tipoConteudo=pagina&ordenacaoData=relevancia&allwords=&anyword=costureiro+markito&noword=&exactword=&decadaSelecionada=1980&anoSelecionado=1983. Acesso em: 06 maio 2018.

DARDE, Vicente William da Silva. As vozes da AIDS na imprensa: Um estudo das fontes de informação dos jornais Folha de S. Paulo e O Globo. 2006. (Dissertação de Mestrado em Comunicação) - Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2006. Disponível em: http://portal.comunique-se.com.br/wp-content/uploads/2017/07/000529407.pdf. Acesso em: 17 ago. 2020.

FELTRIN, Ricardo. Coronavírus faz disparar consumo de canais jornalísticos, diz operadora. Disponível em: https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/ooops/2020/03/20/coronavirus-fez-disparar-consumo-de-canais-jornalisticos-diz-operadora.htm. Acesso em: 17 ago. 2020.

GARCIA, Mariana. 'Não existe mais grupo de risco para a Covid-19': entenda por que cientistas defendem alerta amplo, sobretudo para os mais jovens. Disponível em: https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2021/04/17/nao-existe-mais-grupo-de-risco-para-a-covid-19-entenda-por-que-cientistas-defendem-alerta-amplo-sobretudo-para-os-mais-jovens.ghtml. Acesso em: 14 jul. 2021.

G1. UFU emite recomendação após profissionais de saúde dizerem ter sido hostilizados em Uberlândia. Disponível em: https://g1.globo.com/mg/triangulo-mineiro/noticia/2020/03/31/ufu-emite-recomendacao-apos-profissionais-da-saude-dizerem-ter-sido-hostilizados-em-uberlandia.ghtml. Acesso em: 18 ago. 2020.

HEUSI não punirá legistas que se negam a necropsiar os aidéticos. O Globo, Rio de Janeiro, 24 de junho de 1987. Caderno Grande Rio, p. 9. Disponível em: http://acervo.oglobo.globo.com/busca/?tipoConteudo=pagina&ordenacaoData=relevancia&allwords=heusi+e+legistas&anyword=&noword=&exactword=&decadaSelecionada=1980. Acesso em: 06 maio 2018.

KUCINSKI, Bernardo. Jornalismo e saúde na era neoliberal. Saude Soc., São Paulo, v. 11, n. 1, p. 95-103, 2002. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-12902002000100010&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 18 ago. 2020.
LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.
LOPES, Pablo de Oliveira. Jornalismo e reprodução de estereótipos: HIV/AIDS e homossexuais no Brasil na década de 1980. 2019. (Dissertação de Mestrado em Ciências Humanas) – Universidade Santo Amaro, São Paulo, 2019.
MOTA, André; MARQUES, Maria Cristina da Costa. História do Tempo Presente, a Democracia Oligárquica e a Crise da Saúde no Brasil. In: ______. História, Saúde Coletiva e Medicina. São Paulo: Hucitec, 2018.

ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE. Orientações sobre prevenção e controle de infecção para instituições de longa permanência no contexto da COVID-19. Orientação provisória. 2020. Disponível em: https://iris.paho.org/bitstream/handle/10665.2/51982/OPASBRACOVID1920031_por.pdf?sequence=5. Acesso em: 18 ago. 2020.

PAIXÃO, André. 86 milhões de brasileiros fazem parte de algum dos grupos de risco da Covid-19, diz pesquisa. Disponível em: https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2020/05/13/86-milhoes-de-brasileiros-fazem-parte-de-algum-dos-grupos-de-risco-da-covid-19-diz-pesquisa.ghtml. Acesso em: 17 ago. 2020.

RODRIGUEZ, Mathew. Covid-19 e HIV não são os mesmos. Mas são similares em muitos aspectos que importam. Disponível em: https://www.msn.com/pt-br/saude/medicina/covid-19-e-hiv-n%C3%A3o-s%C3%A3o-os-mesmos-mas-s%C3%A3o-similares-em-muitos-aspectos-que-importam/ar-BB14ABbR?li=AAggXC1&ocid=mailsignout. Acesso em: 17 ago. 2020.
SILVEIRA, Mauro César; SANDRINI, Rafaela. Divulgação científica por meio de blogs: desafios e possibilidades para jornalistas e cientistas. Intexto, Porto Alegre, n. 31, p. 112-124, dez. 2014. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/intexto/article/view/41728/32202. Acesso em: 17 ago. 2020.

SOUZA, Marcela Tavares de; SILVA, Michelly Dias da; CARVALHO, Rachel de. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 102 -106, jan-mar. 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/j/eins/a/ZQTBkVJZqcWrTT34cXLjtBx/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 13 jul. 2021.

SPINK, Mary Jane. et al. A construção da AIDS-notícia. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 17, n, 4, p. 851-862, jul./ago. 2001. Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/Mary_Spink/publication/26359601_A_construcao_da_AIDS-noticia/links/540f63d90cf2f2b29a3ddd9e.pdf. Acesso em: 18 ago. 2020.

TRAQUINA, Nelson. As notícias. In: TRAQUINA, Nelson. Jornalismo: Questões, Teorias e “Estórias”. Lisboa: Vega Editora, 1996.

VASCONCELOS, Rico. Por que devemos parar de usar o termo grupos de risco para o coronavírus. Disponível em: https://ricovasconcelos.blogosfera.uol.com.br/2020/04/17/por-que-devemos-parar-de-usar-o-termo-grupos-de-risco-para-o-coronavirus/. Acesso em: 15 ago. 2020.

ZHU, Na. et al. A Novel Coronavirus from Patients with Pneumonia in China, 2019. N Engl J Med, v. 382, n. 8, p. 727-733, fev. 2020. Disponível em: https://www.nejm.org/doi/full/10.1056/nejmoa2001017. Acesso em: 18 ago. 2020.

ZYGLAND, Fanny. Famílias rejeitam doentes com Aids. O Globo, Rio de Janeiro, 29 de maio de 1988. Caderno O País, p. 10. Disponível em: http://acervo.oglobo.globo.com/busca/?busca=fanny+zygland. Acesso em: 06 maio 2018.
Publicado
2021-08-24
Como Citar
Lopes, P. (2021). O jornalismo científico e as pandemias no contexto brasileiro. Semina - Revista Dos Pós-Graduandos Em História Da UPF, 20(2), 44 - 59. https://doi.org/10.5335/srph.v20i2.12775