COVID-19

A pandemia como inscrição de um trauma social?

Palavras-chave: COVID-19, Psican´álise, Trauma social

Resumo

Este artigo buscou contextualizar e refletir sobre os impactos sociais no Brasil, pela pandemia promovida pelo Covid-19 e se estes se tornaram um trauma social. Observou-se que as autoridades, especialistas e a população divergiam em relação aos cuidados sanitários, medidas protetivas sociais e tratamento dos acometidos pela doença. Além da repetição de comportamentos diante de epidemias e pandemias passadas, como na febre amarela e na gripe espanhola. Para isso, buscou-se, a partir de um viés psicanalítico, identificar o que poderia estar por trás dessas atitudes. Pelo Brasil estar vivenciando a pandemia, não é possível trazer conclusões sobre o possível trauma social, mas é importante observar de que forma a sociedade tem se comportado, considerando o momento cultural que preza o individualismo, a satisfação narcísica e as fantasias do sujeito que cada vez estimulam menos o viver coletivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BIBLIOTECA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. Biografia Venceslau Brás. Disponível em: . Acesso em 28 jun. 2021.
BION, Wilfred Ruprecht. Experiências com grupos: os fundamentos da psicoterapia de grupo (1968). Rio de Janeiro: Imago, 1975.

BRASIL. Recomendação nº 027, de 22 de abril de 2020. Recomendações Conselho Nacional de Saúde. Disponível em: http://conselho.saude.gov.br/recomendacoes-cns/1132-recomendacao-n-027-de-22-de-abril-de-2020. Acesso em: 10 out. 2020.

BRASIL. Recomendação nº 035, de 11 de maio de 2020. Recomendações Conselho Nacional de Saúde. Disponível em: http://conselho.saude.gov.br/recomendacoes-cns/1163-recomendac-a-o-n-036-de-11-de-maio-de-2020. Acesso em: 10 out. 2020.

BRAGA, Wellingson Fernando. Pelo conhecimento amplo e livre de hierarquias. Revista Científica UMC. Mogi das Cruzes, v.4, n.2 agosto, 2019.

BRITO, Nara Azevedo de. La dansarina: a gripe espanhola e o cotidiano na cidade do Rio de Janeiro. História, Ciências, Saúde, v. IV, n. 1, mar./jun., 1997.

CAPONI, Sandra. COVID-19 no brasil: entre o negacionismo e a razão neoliberal. Estudos Avançados, v. 34, n. 99, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ea/v34n99/1806-9592-ea-34-99-209.pdf. Acesso em: 08 out. 2020.

COVID-19: painel coronavírus brasil. Coronavírus Brasil, 2021. Disponível em: < https://covid.saude.gov.br/>. Acesso em: 17 jun. 2021.

CREPALDI, Maria Aparecida; SCHMIDT, Beatriz; NOAL, Débora da Silva; BOLZE, Simone Dill Azeredo; GABARRA, Letícia Macedo. Terminalidade, morte e luto na pandemia de COVID-19: demandas psicológicas emergentes e implicações práticas. Estudos Psicológicos. Campinas, v. 37, jun., 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0103-166X2020000100508&lng=en&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 12 out. 2020.

ENGEL, George L. The needed for a new medical model: a challenge for biomedicine. Science, 1977, v. 196, 4286, p. 129-136. Disponível em: https://science.sciencemag.org/content/196/4286/129. Acesso em 15 out. 2020.

FERREIRA, João Antero Gonçalves. A gripe espanhola em 1918. Caso de Sarmento, Centro de Estudos do Patrimônio, 2020. Disponível em: https://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/64699. Acesso em: 16 out. 2020.

FERREIRA, Renato Pinheiro. Repercussões da gestão pública na crise de representatividade. Monografia de Especialização em Gestão Pública. Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Paraná, 2014. Disponível em: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/5794/1/PB_GP_lll_2014_16.pdf. Acesso em: 08 out. 2020.

FRANCO, Odair. História da Febre-amarela no Brasil. Ministério da Saúde – Departamento Nacional de Endemias Rurais. Rio de Janeiro, 1969. Disponível em: . Acesso em: 28 jun. 2021.

FREUD, Sigmund. (1920). Além do princípio de prazer. In: FREUD, Sigmund. Além do Princípio de Prazer, Psicologia de Grupo e outros trabalhos (1920-1922). Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. v. XVIII. Rio de Janeiro: Imago, 1996, p. 13-75.

FREUD, Sigmund. (1921). Psicologia de grupo e análise do ego. In: FREUD, Sigmund. Além do Princípio de Prazer, Psicologia de Grupo e outros trabalhos (1920-1922). Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. v. XVIII. Rio de Janeiro: Imago, 1996, p. 79-154.

FREUD, Sigmund. (1924). A dissolução do complexo de édipo. In: FREUD, Sigmund. O Ego e o Id e outros trabalhos (1923-1925). Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. v. XIX. Rio de Janeiro: Imago, 1996, p. 190-199.

FREUD, Sigmund. (1930a[1929]). O futuro de uma ilusão. In: FREUD, Sigmund. O Futuro de uma Ilusão, O Mal-Estar na Civilização e outros Trabalhos (1927-1931). Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. v. XXI. Rio de Janeiro: Imago, 1996, p. 15-63.

FREUD, Sigmund. (1930b[1929]). O mal-estar na civilização. In: FREUD, Sigmund. O Futuro de uma Ilusão, O Mal-Estar na Civilização e outros trabalhos (1927-1931). Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. v. XXI. Rio de Janeiro: Imago, 1996, p. 67-148.

FREUD, Sigmund. (1933 [1932]). Por que a guerra? Einstein e Freud. In: FREUD, Sigmund. Novas Conferências Introdutórias sobre Psicanálise e outros trabalhos (1932-1936). Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. v. XXII. Rio de Janeiro: Imago, 1996, p. 189-208.

FREUD, Sigmund. (1940 [1938]). A teoria dos instintos. In: FREUD, Sigmund. Moisés e Monoteísmo, Esboço de Psicanálise e outros trabalhos (1937-1939). Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. v. XXIII. Rio de Janeiro: Imago, 1996, p. 161-164.

GONDAR, Jô. Ferenczi como pensador político. Caderno de Psicanálise. Rio de Janeiro, v. 34, n. 27, p. 193-210, jul./dez., 2012.

G1. Mapa da vacinação contra COVID-19 no Brasil: acompanhe a evolução da imunização. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2021.

INLOCO. Mapa brasileiro da COVID-19: índice de isolamento social. Recife, 2020. Disponível em: https://mapabrasileirodaCOVID.inloco.com.br/pt/?hsCtaTracking=68943485-8e65-4d6f-8ac0-af7c3ce710a2%7C45448575-c1a6-42c8-86d9-c68a42fa3fcc. Acesso em: 16 out. 2020.

JORNAL DO COMÉRCIO. Divergência entre governos prejudica combate à pandemia, diz OMS. Disponível em: https://www.jornaldocomercio.com/_conteudo/especiais/coronavirus/2020/05/739113-divergencia-entre-governos-prejudica-combate-a-pandemia-diz-oms.html. Acesso em: 10 out. 2020.

LACAN, Jacques. (1958). A significação do falo. In Escritos. Rio de Janeiro: Zahar, 1998. p. 692-703

LAMOUNIER, Aden Assunção. O fervor operário entre os anos 1917 e 1918 no Rio de Janeiro: José Oiticica e outros militantes em plena ação. In: V Seminário de Pesquisa – Programa de Pós-Graduação em História Social – Universidade Estadual de Londrina. Anais, v. 1: Territórios do Político, 2011, p. 9-21.

LAPLANCHE, Jean; PONTALIS, Jean-Bertrand. Vocabulário da psicanálise. São Paulo: Martins Fontes, 1986.

LISNIOWSKI, Simone Aparecida. Narcisismo e laço social: a experiência da ambiguidade nas relações de trabalho. XIII Congresso Brasileiro de Sociologia, 2007. Disponível em: . Acesso em: 15 out. 2020.

MOTTA, Maria Eduarda Germano; MANFREDINI, Vanessa. A compreensão psicanalítica do trauma em contextos de crise: hospitais e catástrofes. Diaphora. Porto Alegre, v. 4, n 1., jan./jul., 2015, p. 78.

NEUMAM, Camila. Estudo associa uso de hidroxicloroquina a alta de mortes em pacientes com Covid. CNN Brasil. Saúde, 2021. Disponível em: < https://www.cnnbrasil.com.br/saude/2021/04/24/hidroxicloroquina-esta-ligada-ao-aumento-de-mortes-por-covid-19-mostra-estudo>. Acesso em: 28 jun. 2021.

PIMENTA, Tânia Salgado; BARBOSA, Keith; KODAMA, Kaori. A província do Rio de Janeiro em tempos de epidemia. UFES – Programa de Pós-graduação em História. Dimensões, v. 34, 2015, p. 145-183.

RODRIGUES, Paloma. Com hospitais lotados, Ministério da Saúde autoriza financiamento de 3.965 leitos de UTI em 21 estados. G1, 2021. Disponível em: < https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2021/03/12/com-hospitais-lotados-ministerio-da-saude-autoriza-financiamento-de-3965-leitos-de-uti-em-21-estados.ghtml>. Acesso em: 17 jun. 2021.

SAÚDE. Brasil lidera ranking de mortes por covid a cada milhão de habitantes. Portal R7, 2021. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2021.

SCHLEMM, Julia Joergensen. (2020). A pandemia e seus efeitos: as consequências psíquicas do excesso de idealização. Revista Natureza Humana. São Paulo, v. 22, n. 2, p. 125-133.

VERTZMAN, Julio; ROMÃO-DIAS, Daniela. Catástrofe, luto e esperança: o trabalho psicanalítico na pandemia de COVID-19. Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental. São Paulo, v. 23, n. 2, p. 269-290, jun., 2020

WESTIN, Ricardo. No Brasil Império, chegada de vírus mortal provocou negacionismo e crítica a quarentenas. Senado Federal. Saúde, edição 68, 2020. Disponível em: . Acesso em: 28 jun. 2021a.

WESTIN, Ricardo. Em 1918, gripe espanhola espalha morte e pânico, faz escolas aprovarem todos os alunos e leva à criação da caipirinha. Senado Federal. Saúde, 2020. Disponível em: . Acesso em: 28 jun. 2021b.
Publicado
2021-08-24
Como Citar
Stinieski, M. (2021). COVID-19. Semina - Revista Dos Pós-Graduandos Em História Da UPF, 20(2), 60 - 78. https://doi.org/10.5335/srph.v20i2.12718