A educação libertária no jornal anarquista A Luta: da escola Eliseu Reclus às práticas de leitura e outras expressões culturais

  • Caroline Poletto IFRS - Campus Bento Gonçalves, Brasil
Palavras-chave: Anarquismo., Educação., Escola Eliseu Reclus.

Resumo

O presente artigo objetiva apresentar as múltiplas formas com que a educação libertária foi divulgada, praticada e incentivada através do jornal anarquista A Luta, que circulou pela cidade de Porto Alegre durante os anos de 1906 a 1911. Já no exemplar inaugural do jornal é apresentada a Escola Eliseu Reclus que, inspirada nos ensinamentos do educador catalão Francisco Ferrer, praticava o ensino livre. Acompanhar a trajetória e as atividades desenvolvidas nesta escola é um dos objetivos deste trabalho, bem como averiguar quais materiais de leitura formavam o acervo do Gabinete de Leitura da escola Eliseu Reclus, tendo em vista o próprio autodidatismo incentivado pelos libertários. Por fim objetiva-se também dissertar, ainda que brevemente, sobre outras práticas culturais e pedagógicas que auxiliavam na educação dos sujeitos nas bases dos princípios libertários.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASSIS, Lucas; GONÇALVES, Adelaide. O Protesto Sobrevive. In: THOMPDON, E. E. P. Thompson Panfletário Antifascista. Fortaleza: Plebeu Gabinete de Leitura, 2019. p. 6-37.

FERRER i GUARDÍA. La Escuela Moderna. [s/d]. Tradução Ateneu Diego Giménez. Piracicaba: Atenu Diego Giménez, 2010.

GALLO, Sílvio. Anarquismo e Educação: os desafios para uma pedagogia libertária hoje. Rev. De Ciências Sociais, n.35, p. 169-186, Abr. 2012.

GRAVE, Juan (1901). Las aventuras del nono. Madri: Libertarias, 1992.

PETERSEN, Sílvia Regina Ferraz. “Que a união operária seja a nossa pátria!”: História das lutas dos operários gaúchos para construir suas organizações. Santa Maria: editoraufsm; Porto Alegre: Ed. Universidade/UFRGS, 2001.

POLETTO, Caroline. A imaginação subversiva ao redor do mundo: Imagens, Poesias e Contos de Protesto na Imprensa Anarquista e Anticlerical (Espanha, Argentina e Brasil, 1897-1936). 2017. 471 f. Tese (Doutorado) - Curso de História, Unisinos, São Leopoldo, 2017.

RODRIGUES, Edgar. Nacionalismo e cultura social (1913-1922). Rio de Janeiro: Laemmert, 1969.

SOARES, Eduardo da Silva. CULTURAS DE CLASSE EM PORTO ALEGRE (1905-1911): OS MUNDOS DO TRABALHO NA IMPRENSA ANARQUISTA E SOCIALISTA. Dissertação de Mestrado – Curso de História, UFSM/RS, Santa Maria, 2016.

ULLMAN, Joan Conelly. Na Semana Trágica. Estudo sobre as causas socioeconómicas do anticlericalismo em Espanha, 1898-1912. Esplugues de Lhobregat: Ariel, 1972.

VALVERDE, Antonio José Romera. Socialismo libertário, educação e autodidatismo: entrevista-depoimento de Jaime Cubero. Revista Educação e Pesquisa, São Paulo: Faculdade de Educação da USP, vol.34, n.2., p. 393-397, Mai/ago. 2008.
Publicado
2020-12-01
Como Citar
Poletto, C. (2020). A educação libertária no jornal anarquista A Luta: da escola Eliseu Reclus às práticas de leitura e outras expressões culturais. Semina - Revista Dos Pós-Graduandos Em História Da UPF, 19(3), 131-148. Recuperado de http://seer.upf.br/index.php/ph/article/view/11805