Mulheres e Guerra: um estudo de caso a partir do arsenal de guerra de Porto Alegre durante a guerra da tríplice aliança contra o Paraguai

  • Paola Natalia Laux Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil
Palavras-chave: Arsenal de Guerra de Porto Alegre, Guerra da Tríplice Aliança contra o Paraguai, Mulheres

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo, em seu escopo mais amplo, abordar a atuação de mulheres no esforço de guerra da contenda contra o Paraguai, especificamente nas atividades do Arsenal de Guerra de Porto Alegre. Através da análise de correspondências da direção da instituição militar com a Presidência da Província e de relatórios ministeriais e presidenciais, buscou-se discutir diferenças e semelhanças entre a contratação de mulheres para a execução de trabalhos manuais e as doações advindas de entidades e grupos femininos. A partir do enfoque no lugar social dos indivíduos, atentando para aspectos relacionados à condição matrimonial, econômica e os papéis sociais de gênero, por exemplo, identificou-se de que forma essas questões podem ter influenciado no tipo de relação (de trabalho ou não) estabelecida com o Arsenal durante a Guerra da Tríplice Aliança contra o Paraguai.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CAPDEVILA, Lucas. Genre et armées d'Amérique latine. Clio – Femme, Genre, Histoire, Dossiê Armées, n. 20. pp. 147-168. 2004.
____________. Os gêneros da nação nas gravuras da imprensa de guerra paraguaia: Cabichuí e El Centinela, 1867-1868. ArtCultura. Uberlândia, v. 9, n. 14, p. 9-21, jan.-jun., 2007.
CAPDEVILA, Lucas; GODINEAU, Dominique. Éditorial. Clio – Femme, Genre, Histoire, Dossiê Armées, n. 20. pp. 5-14, 2004.
CARVALHO, José Murilo de. Brasileiros, uni-vos!. In: CARVALHO, J. M. Forças armadas e política no Brasil. Edição revista e ampliada. São Paulo: Todavia, 2019. pp. 265-269.
CASTRO, Adler Homero Fonseca de. Crianças na Guerra do Paraguai: os Aprendizes Menores do Arsenal de Guerra. In: SQUINELO, Ana Paula. (Org.). 150 anos após - A guerra do Paraguai: entreolhares do Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai. 1ed. Campo Grande: Editora da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, 2016. pp. 207-231.
____________. A Pré-indústria e governo no Brasil: iniciativa de industrialização a partir do Arsenal de Guerra do Rio de Janeiro, 1808-1864. 633 f. Tese. Universidade Federal do Rio de Janeiro: Programa de Pós-Graduação em História Comparada. Rio de Janeiro, 2017. Disponível em: . Acesso em: 20/jun./20.
CERQUEIRA, Dionísio. Reminiscências da Campanha do Paraguai, 1865-1870. Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército, 1980.
CLAUSEWITZ, Carl von. Da Guerra. Tradução Maria Teresa Ramos. Preparação do original
Maurício Balthazar Leal. São Paulo: Martins Fontes, 1996. [1832].
COLLING, Ana Maria. As chinas gaúchas: a invisibilidade do feminino na Guerra do Paraguai. In: ENCONTRO ESTADUAL DE HISTÓRIA ANPUH/RS, XII, 2014. São Leopoldo/RS. Anais do XII Encontro Estadula de História ANPUH/RS. Disponível em: . Acesso em: 20/jun./20.
DIEHL, Isadora Lunardi. Experiências indígenas em ambientes urbanos: os índios em Porto Alegre na segunda metade do século XIX. ENCONTRO ESTADUAL DE HISTÓRIA ANPUH/RS, XVI, 2018. Porto Alegre. Anais do XVI Encontro Estadual de História ANPUH/RS. Disponível em: . Acesso em: 20/ jun./20.
DIAS, Maria Odila Leite da Silva. Quotidiano e poder em São Paulo no século XIX. São Paulo: Editora Brasiliense, 1995.
DOURADO, Maria Teresa Garritano. Mulheres comuns, senhoras respeitáveis: A presença feminina na Guerra do Paraguai. 130 f. Dissertação. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul: Programa de Pós-Graduação em História. Dourados, 2002.
FIGUEIRA, Divalte Garcia. Soldados e negociantes na Guerra do Paraguai. São Paulo: Humanitas/FFLCH-USP-FAPESP, 2001.
FLORES, Hilda Agnes Hubner. Mulheres na Guerra do Paraguai. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2010.
______________. Mulheres na Guerra dos Farrapos. Porto Alegre: Martins Livreiro, 2013.
FOUCAULT, Michel. Em defesa da sociedade. Curso no Collège de France (1975-1976). São Paulo: Martins Fontes, 1999.
GOLDSTEIN, Joshua. War and Gender. How Gender Shapes the War System and Vice Versa. Cambridge: Cambridge University Press, 2001.
LAUX, Paola Natalia. Guerra e Logística: contribuições da Nova História Militar. In: BETT, Ianko; et. al. (Orgs.). Anais do II Encontro de História Militar e I Colóquio do Grupo de Pesquisa em História Militar do MMCMS. Porto Alegre: Memorial do Ministério Público do Rio Grande do Sul, 2017. pp. 166-180. Disponível em: . Acesso em: 20/jun./20.
MORIN, Tania Machado. Práticas e representações das mulheres na Revolução Francesa - 1789-1795. 276f. Dissertação. Universidade de São Paulo: Programa de Pós-Graduação em História Social. São Paulo, 2009. Disponível em: . Acesso em: 20/jun./20.
ORTOLAN, Fernando Lóris. Sob o olhar da imprensa e dos viajantes. Mulheres paraguaias na Guerra do Paraguai. 1864-1880. 260 f. Dissertação. Universidade do Vale do Rio dos Sinos: Programa de Pós-Graduação em História, São Leopoldo, 2004
____________________. Dócil, elegante e caridosa. Representações das mulheres paraguaias na imprensa do pós-Guerra do Paraguai (1869-1904). 290 f. Tese. Universidade Federal do Paraná: Programa de Pós-Graduação em História. Curitiba, 2010. Disponível em: . Acesso em: 20/jun./20.
PEDRO, Joana Maria. Mulheres do Sul. In: DEL PRIORE, Mary (org.). História das Mulheres no Brasil. 10 ed. São Paulo: Editora Contexto, 2017.
PERROT, Michelle. As mulheres ou os silêncios da história. Tradução Viviane Ribeiro. Bauru/SP: EDUSC, 2005.
PROENÇA, Domício; DUARTE, Erico Esteves. The Concept of Logistics derived from Clausewitz: all that is required so that the fighting force can be taken as a given. The Journal of Strategic Studies. v. 28, n. 4, pp. 645-677. Londres, 2005.
RIBEIRO, José Iran. O Império e as revoltas. Estado e nação nas trajetórias dos militares do Exército Imperial no contexto da Guerra dos Farrapos. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2013.
RODRIGUES, Marcelo Santos. Mulheres sertanejas na Guerra do Paraguai. Anais Eletrônicos do VI Encontro da Associação Nacional de Pesquisadores e Professores de História das Américas, 2004.
SANTOS, Jerlyane; MARIANO, Serioja. Heroínas anônimas: as mulheres na Guerra do Paraguai. In: SEMINÁRIO NACIONAL GÊNERO E PRÁTICAS CULTURAIS: CULTURAS, LEITURAS E REPRESENTAÇÕES, II, 2009. João Pessoa. Disponível em: . Acesso em: 20/jun./20.
SANTOS, Maicon Lopes. “Úteis a si mesmos e a Pátria”: as classes de menores aprendizes do Arsenal de Guerra de Porto Alegre/RS (1850-1870). 125 f. Dissertação. Pontifício Universidade Católica do Rio Grande do Sul: Programa de Pós-Graduação em História, 2018. Disponível em: . Acesso em: 20/jun/20.
SCHUELER, Alessandra F. Martinez. Crianças e escolas na passagem do Império para a República. Revista Brasileira de História. v. 19, n. 37, São Paulo, set., 1999. Disponível em: . Acesso em: 20/jun./20.
SCOTT, Joan. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação e Realidade. v. 20, n. 2, Porto Alegre, jul./dez., 1995. pp.71-99. Disponível em: . Acesso em: 20/jun./20.
SWAIN, Tania Navarro. Amazonas brasileiras, impossível realidade? PADÊ: estudos em filosofia, raça, gênero e direitos humanos. v. 2, n. 1, Brasília, 2007. pp.81-95. Disponível em: . Acesso em: 20/jun./20.
TAUNAY, Visconde de. A Retirada de Laguna. Rio de Janeiro: Edições Melhoramentos, 1921. [1871]
ZAMBONI, Vivian. As mulheres paraguaias na guerra entre a Tríplice Aliança e o Paraguai: a flexibilização das fronteiras de gênero (1868-1870). In: ENCONTRO ESTADUAL DE HISTÓRIA ANPUH/RS, XI, 2012, Rio Grande. Anais XI Encontro Estadual de História, ANPUH/RS. pp. 1191-1200. Disponível em: . Acesso em: 20/jun./20.
Publicado
2020-10-01
Como Citar
Natalia Laux, P. (2020). Mulheres e Guerra: um estudo de caso a partir do arsenal de guerra de Porto Alegre durante a guerra da tríplice aliança contra o Paraguai. Semina - Revista Dos Pós-Graduandos Em História Da UPF, 19(2), 117-140. Recuperado de http://seer.upf.br/index.php/ph/article/view/11702