Narrativas e representações da vida religiosa feminina no Brasil (1969-1974)

  • Adriano Cecatto Doutorando em História pela Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Concílio Vaticano II, Identidade Religiosa, Vida Religiosa, Feminina

Resumo

O objeto desta pesquisa é a Vida Religiosa feminina, que, por muito tempo, foi invisibilizada pela historiografia e pela própria hierarquia eclesiástica. Objetivamos investigar as transformações da identidade da Vida Religiosa feminina. A Vida Religiosa feminina elaborou a hermenêutica dos documentos do Concílio Vaticano II e iniciou experiências eclesiais que lhe possibilitaram repensar a própria identidade, ainda representada por práticas eclesiais e sociais pouco dinâmicas. Mesmo reconhecendo ser um bloco bastante heterogêneo e com dificuldades para empreender mudanças, as freiras tiveram como horizonte de expectativa romper com as práticas pastorais tradicionais de seus institutos religiosos e da Igreja Católica brasileira, com uma nova caracterização de suas comunidades, maior profissionalização, envolvimento com as pastorais eclesiais e inserção social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Gilles (Org.). Réceptions de Vatican II: Le concile au risque de l’histoire et des espaces humains. Leuven – Dudley, MA: Uitgeverij Peeters, 2004, p.203-223.

BEOZZO, José Oscar. A Igreja do Brasil no Concilio Vaticano II (1959-1965). São Paulo, Paulinas, 2005.

BEOZZO, José Oscar. Concílio Vaticano II. In: PASSOS, João Décio e SANCHEZ, Wagner Lopes. Dicionário do Concílio Vaticano II. São Paulo: Paulus, 2015, p.184-204.

BIANCHEZZI, Clarice. A recepção do Concílio Vaticano II entre religiosas de uma Congregação católica feminina no sul do Brasil. XIV Jornadas Interescuelas/Departamentos de Historia. Departamento de Historia de la Facultad de Filosofía y Letras. Universidad Nacional de Cuyo, Mendoza, Argentina, 2 al 5 de octubre de 2013, p.1-14.

BIANCHEZZI, Clarice. Novos rumos dentro da Igreja: a comunidade de religiosas fraternidade esperança. In: SOUZA, Rogério Luiz e OTTO, Clarícia (Orgs.). Faces do catolicismo. Florianópolis-SC: Insular, 2008, p.335-358.

BOERO, Mario. El Vaticano II en América Latina veinte años de posconcilio. Cuadernos Hispanoamericanos, n. 431, p.61-84, 1986.

CALDEIRA, Rodrigo Coppe. Os baluartes da tradição: o conservadorismo católico brasileiro no Concílio Vaticano II. Curitiba: Editora CRV, 2011.

CALIMAN, Cleto. Sob o signo do Concílio Vaticano II. In: VALLE, Edenio (Org.). Memória histórica: as lições de uma caminhada de 50 anos (CRB- 1954 a 2004). Rio de Janeiro: Letra Capital, 2004, p.53-76.

CANDAU, Joël. Memória e Identidade, São Paulo, Contexto, 2011.

CUBAS, Caroline Jaques. As mulheres da Igreja: vida religiosa feminina com base nas experiências de formação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição. In: SOUZA, Rogério Luiz e OTTO, Clarícia (Orgs.). Faces do catolicismo. Florianópolis: Insular, 2008, p.319-334.

CUBAS, Caroline Jaques. Do hábito ao ato: vida religiosa feminina ativa no Brasil (1960-1985). 360 f. Tese (Doutoramento em História), Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Florianópolis, 2014.

DELGADO, Lucilia de Almeida Neves e PASSOS, Mauro. Catolicismo: direitos sociais e direitos humanos (1960-1970). In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia de Almeida Neves (Orgs.). O Brasil republicano: o tempo da ditadura: regime militar e movimentos sociais em fins do século XX. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010, p.93-131.

FIORES, Stefano de. Apostolado. In: FIORES, Stefano de e GOFFI, Tullo (Orgs.). Dicionário de Espiritualidade. São Paulo: Edições Paulinas; Edições Paulista, 1989, p.32-44.

FORTIN, Cassandra. Une femme de tout temps, d’hier, d’aujourd’hui et de demain: Les Petites Soeurs de la Sainte-Famille dans le contexte du concile Vatican II (1962-1983). 141 f. La Maîtrise ès arts (Histoire). Département D’Histoire. Faculté des lettres et sciences humaines, Université de Sherbrooke, Québec au Canada, 2017.

GAGNEBIN, Jeanne Marie. História e narração em Walter Benjamin. São Paulo: Perspectiva, 2007.

GIHLEB, Rania; GIUNTELLA, Osea. Nuns and the Effects of Catholic Schools: Evidence from Vatican II. Journal of Economic Behavior & Organization, Elsevier, n.137, p.191-213, 2013.

GOMES FILHO, Robson Rodrigues. Os missionários redentoristas alemães e as expectativas de progresso e modernização em Goiás (Brasil, 1894-1930). 461 f. Tese (Doutoramento em História), Universidade Federal Fluminense/Universität Eichstätt-Ingolstadt, Rio de Janeiro/ Geschichts, 2018.

HARTOG, François. Regimes de historicidade: presentismo e experiências do tempo. Belo Horizonte: Autêntica, 2014.

HERMANN, Jacqueline. História das religiões e religiosidades. In: CARDOSO, Ciro Flamarion e VAINFAS, Ronaldo (Orgs.). Domínios da História: Ensaios de teoria e metodologia. Rio de Janeiro: Editora Campus, 1997, p.474-507.

HERVIEU-LÉGER, Danièle. O peregrino e o convertido: a religião em movimento. Petrópolis: Vozes, 2008.

HERVIEU-LÉGER, Danièle. Catolicismo: a configuração da memória”. Revista de Estudos da Religião, n. 2, p. 87-107, 2005.

KOSELLECK, Reinhart. Futuro passado: contribuição à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro: Contraponto; Ed. PUC-Rio, 2006.

LAPERLE, Dominique. Enflammer le monde et libérer la vie: l'évolution et l'adapation de la Congrégation des Soeurs des Saints Noms de Jésus et de Marie en contexte conciliaire (1954-1985). 554 f. Thèse (Doctorat en Histoire). Université du Québec à Montréal, 2013.

MANOEL, Ivan Aparecido. Igreja e educação feminina (1859-1919): uma face do conservadorismo. São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 1996.

MONTERO, Paula. O problema da cultura na Igreja Católica contemporânea. Estudos Avançados, v.9, n.25, p.229-248, 1995.

NUNES, Maria J. F. R.. Vida Religiosa nos meios populares. Petrópolis: Editora Vozes, 1985.

O’MALLEY, John W.. O que aconteceu no Vaticano II. São Paulo: Edições Loyola, 2014.

OTTO, Clarícia. Os franciscanos e a história da educação. In: SOUZA, Rogério Luiz e OTTO, Clarícia (Orgs.). Faces do catolicismo. Florianópolis: Insular, 2008, p.95-118.

POULAT, Emile. La modernité à l'heure de Vatican II. École Française de Rome, Roma, p.809-826, 1989.

ROUTHIER, Gilles. La périodisation. In: ROUTHIER, Gilles (Org.). Réceptions de Vatican II: Le concile au risque de l’histoire et des espaces humains. Leuven – Dudley, MA, Uitgeverij Peeters, 2004, p.225-244.

ROUTHIER, Gilles. La réception d’un concile. Paris: Les Éditions Du Cerf, 1993.

SCHLESINGER, Hugo; PORTO, Humberto. Dicionário enciclopédico das religiões, Petrópolis, Vozes, 1995, v.1.
Publicado
2020-04-30
Como Citar
Cecatto, A. (2020). Narrativas e representações da vida religiosa feminina no Brasil (1969-1974). Semina - Revista Dos Pós-Graduandos Em História Da UPF, 19(1), 164 - 184. Recuperado de http://seer.upf.br/index.php/ph/article/view/10945
Seção
Artigos Livres