A “Mimesís” e o desenvolvimento da psique infantil: aprendizagem, educação e brincadeira

  • Andreza Jucelly Severina da Silva Graduada em História pela Universidade Federal de Pernambuco
Palavras-chave: Brinquedo, Educação, Mimesís

Resumo

O historiador deve ensinar a seus alunos a arte de reconstituir o passado, a arte de seu oficio. E a aprendizagem está presente na paixão pela arte do oficio, na própria alegria da repetição das brincadeiras e dos jogos.  Nesse sentido, a educação não deve ser compreendida como um receptáculo de regras que limitam o desenvolvimento do conhecimento. Contudo, na Modernidade o professor não recebe bons créditos, e a educação ao poucos vai sendo sucateada, transformando-se em um sistema que despreza o conhecimento critico. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRÉ, Marcos. Walter Benjamin: filosofia, hermenêutica e educação. 1ª edição. Campina Grande, editora Caravela, 1997.
ARIÈS, Philippe. História social da criança e da família. 2ª edição. Rio de Janeiro, editora LTC, 1978.
BENJAMIN, Walter. Reflexões sobre a criança, o brinquedo e a educação. 1ª edição. Rio de Janeiro: editora 34 Ltda, 2002.
BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política. 10ª edição. São Paulo: editora Brasiliense,1996.
BENJAMIN, Walter. Origem do drama barroco alemão. Editora São Paulo,1984.
BROUGÈRE,Gilles. Brinquedo e cultura.43 edição.Editora Cortez. São Paulo,1995.
BETTELHEIM,Bruno.Uma vida para seu filho:Pais bons o bastante. Editora Campus.Rio de Janeiro,1988.
Bourdé, Guy. As escolas Históricas. Portugal, editora Fórum da História.
BLOCH,Marc. capítulo 1:A história, os homens e o tempo. Apologia da História ou o ofício de historiador .Rio de Janeiro, editora Zahar, 2002.
THOMPSON. J.B. Capítulo 1: Comunicação e contexto social. Mídia e a Modernidade. 1ª edição. Petrópolis- RJ, editora Vozes 1998
COSTA, Fabiana ferreira da . A mimesis, os estudos culturais e a balada da infância perdida: a literatura em questão. Recife, 2010. Capítulo 1 “O retorno da Mimesis”.
GOMES, Antonio Penna. Comunicação e linguagem. 1ª edição. Portugal, editora fundo de cultura,1970
HUIZINGA, Johan. Homo Ludens. 4ª edição. São Paulo, editora Perspectiva, 200.
HELD,Jacqueline. O imaginário no poder. 3 edição. Editora Summus. São Paulo,1980
MONOD, Jacques. O acaso e a necessidade. 3ª edição. Rio de Janeiro, editora
vozes, 1972.
REGINA,Silva Ferraz. Introdução ao estudo da História: temas e textos.1ª edição. Porto Alegre, editora UFRGS.SOLANGE, Jobim e Souza. Infância e linguagem: Bakhtin, Vygotsky e Benjamin. 11ª edição. São Paulo, editora Papirus, 2008.
WULF, Christoph. Antropologia da educação. 2ª edição. São Paulo, editora Alínea, 2005.
Publicado
2020-04-30
Como Citar
Severina da Silva, A. (2020). A “Mimesís” e o desenvolvimento da psique infantil: aprendizagem, educação e brincadeira. Semina - Revista Dos Pós-Graduandos Em História Da UPF, 19(1), 96 - 116. Recuperado de http://seer.upf.br/index.php/ph/article/view/10942
Seção
Artigos Dossiê